Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


City Break 1.12

Terça-feira, 23.02.10

21.Fevereiro.2010 - parte II

 

Salut!

 

No post anterior esqueci-me de dizer que em Genebra estavam 0.5ºC e quando chegamos a Neuchâtel etavam -6ºC... a diferença que uns quantos de metros de altitude faz. Já agora, a suibida até Boudevilliers (que é onde ele vive) é muito fixe... um bocado para o perigosa com o gelo, mas fora isso digna de um test drive pelos amigos do Top Gear.

 

Dormi bem. Embora tenha demorado algum tempo a 'ganhar' sono - 50 páginas do meu livro trataram do assunto. Já passavam das 3 e tantas quando fechei os olhos. Sei disto porque mesmo ao lado tenho uma igrja que como igreja a sério que é, tem um sino que dá badaladas, mesmo depois da meia-noite e mais nada!!! É assim que deve ser, não é por a malta estar a dormir que as horas deixam de passar. Não me incomoda e até traz memórios dos tempos do bairro operário onde cresci.

 

Coisas que averiguei até ao momento na Suiça, as igrejas tal como na Inglaterra têm campas nas traseiras, a água da torneira sabe bem. As casas também não têm bidet, as estradas estão cheias de radares - e ontem a caminho de casa um gajo à nossa frente foi catado. As tomadas são estranhas, os interruptores de luz têm uma tomada por baixo.

 

Assim que a claridade começou a entrar pelo quarto, curiosa fui à janela... e:

 

 

wow

 

 

Não... não era do cemitério que eu estava a falar quando disse que a vista era de cortar a respiração.

 

 

 

A varanda:

 

 

Eu não sei o que vocês acham... mas eu acho este manto branco lindíssimo.

 

A padaria fica a uns míseros minutos de casa, então lá fomos comprar pão... claro que fui de camera em riste!

 

 

 

 

 

 

 

 

Acho as casitas bem giras.

 

Na padaria não se comprou só pão, mas também se comprou o pequeno-almoço:

 

 

 

Uns croissants, e uns pain aux chocolat - praliné e chocolate escuro. Bem bom.

 

Como o dia aparentava estar bonito, fomos passear. Saímos de Bouevilliers e subimos...

 

 

... subimos...

 

 

.... e continuamos a subir...

 

 

... acho que ficaram com a ideia.

 

 

 

 

Subimos muito. Passamos por Vue des Alps, mas continuámos.

 

 

Começou-se a ver esquiadores.

 

 

 

Finalmente chegamos a Tête-de-Ran.

 

 

E depois surgiu o segundo wow da manhã.

 

 

Aquilo lá ao fundo sao os Alpes.

 

 

A foto não faz justiça à vista.

 

 

 

 

Aproveitamos e fizemos uma cache... Para quem não sabe o que é geocaching, informe-se aqui ou então aqui. Quem tiver preguiça de ir ver o que é, pense em caça-ao-tesouro sem tesouro.

 

 

Aqui fica a foto da webcache.

 

 

Seguiu-se rota. Na foto não dá para ver bem, mas ali vão dois trenos puxados por canitos que iam com uma bisga fenomenal.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O frio continua mas a neve foi-se!

Quinta-feira, 14.01.10

O frio continua... e tem estado cá um ventinho ui ui! 

No entanto a neve derreteu e deu lugar ao gelo... que é mil vezes pior e mais perigoso. A Maria deu uns patinanços valentes à porta de casa e ainda chegou a malhar uns belos tralhos no passeio (coitada!)... mas tem as suas vantagens, pois estamos a comer à janela e dá para ver as outras pobres almas a ir de cu ao chão... eheheh. Muito divertido!

 

No Canadá, limpar o passeio é responsabilidade de quem vive na casa em que o passeio contorna... se alguém cair no 'nosso' passeio, é 'nossa' responsabilidade... daí, toda a minha gente anda de pá na mão de manhãzinha antes de ir para o trabalho. O coitado do meu pai que o diga, ainda mais que para juntar à festa, vivíamos numa esquina e tínhamos o triplo para limpar :D 

 

Aqui, esta malta é preguiçosa e não está habituada a neve... dois centímetros de neve e para tudo... prontos, deixa de haver leite e pão no supermercado, o drama!!! 

O meu caixote de lixo, está para ser recolhido há um mês e o da reciclagem há mais... os homens do lixo neste país têm a vida fácil. Não só trabalham pouco (recolhem o lixo quinzenalmente, que porcaria!), como também trabalham de dia... às 7 da manhã de terça sim, terça não, lá acordo eu com a chinfrineira da carrinha das farturas!

 

Mas prontos... 

Aqui ficam as fotos do regresso do aeroporto a casa:

 

 

Mal dava para ver por onde se ía... e tentar limpar 'tá quieto! A água do limpa-pára-brisas congelou, eheheh.

 

 

Na foto não dá para ver bem, mas este polo tinha uma camada considerável de neve na capota.

 

 

 

Lá mais para frente, deu para clarear a coisa!

 

 

 

Cheguei a casa, não foi muito fácil carregar as malas para cima pois rodinhas na neve é anedota, e como extra assim que pousei as malas, enchi a casa de sal e água preta... detesto carpete!!! Já andei a esfregar as manchas à mão... mas agora para tirar aquilo está quieto!

 

E esta foi a minha vista da sala durante uns belos dias.

 

 

 

Passei o dia a limpar a casa e a ouvir Amália... trouxe um CD para o Xano, aproveitei e clonei-o para mim. Foi preciso sair do país para começar a ouvir fado!

 

Bem, vou mas é fazer o jantar que estou esmifrada com fome!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Videl às 18:02

A trabalheira que é o Natal

Quarta-feira, 23.12.09

Está decidido... o Natal é uma trabalheira. Ou é isso ou este ano não estou mesmo com espírito Natalício nenhum... e o pouco que tinha ficou no chão do aeroporto onde acampei por mais horas do que aquelas que queria.

 

Irra que desta vez foi difícil chegar a Portugal... e por momentos vi a minha a andar para trás e já estava a ver que não comia bacalhau pelo Natal. Felizmente, após muito stress, uma vontade brutal de dar uma joelhada nos tomates do Stelios, consegui arranjar uma solução e cá estou eu na terrinha.

 

Não vou relatar todas as peripécias que me aconteceram pois agora que cá estou, já deixei de ver vermelho e estou mais calma, mas faço um apanhado. Já agora, peço desculpa a quem me segue no facebook ou no twitter pela quantidade de updates que fiz na altura.

 

Enfim... 

 

A noite até não começou mal, era uma da manhã e o Sebastian e a Wen estavam à minha porta para me dar boleia. O Sebastian (que é cunhado da Wen) ía-nos levar até ao aeroporto, por coincidência o meu check-in era às 4 da manhã em Gatwick, e o da Wen era às 5 em Heathrow. Como passaram o dia a avisar que ia cair um nevão à noite, decidimos abalar com tempo nas calmas... e ainda bem que o fizemos.

 

Em menos de uma hora de viagem, começa a nevar de levinho... bonito, né? Pois, ao fim de 10 minutos a nevinha virou blizzard... que nem os camiões de sal/grit davam conta do recado. 

 

 

 

 

 

O Sebas coitado ia 'cagando tijolos' mas chegou-se bem e a tempo.

 

 

 

 

 

Comparado com o Canadá, esta nevezita não é nada... mas para estes lados da Inglaterra, esta malta entra em pânico. Como a quantidade esperada de neve por ano não justifica as autoridades locais abastecerem-se com sal ou o tal grit manhoso, só as auto-estradas (e mesmo assim só uma faixa ou duas) é que têm direito a serem borrifadas... e depois é o que se vê nas notícias.

 

Lá cheguei ao aeroporto, fiz o check-in num instante, pois muita gente provavelmente ficou presa na estrada e a fila estava pequena. 

Assim que passei para o lado de lá, após revistarem-me e as coisas do costume, deu logo para ver que ia ser um dia longo... quatro voos já tinham sido cancelados e aquela pista estava demasiado branca para o meu gosto.

 

 

E a neve não parava de cair, e o vento também não acalmava.

 

Eram 4:30 e lá marchou um bacon roll e um cappuccino.

 

 

Como ainda não tinha dormido nada e depois de comer é normal dar-me soninho. Espojei-me na alcatifa, mesmo em frente a um dos monitores de informações. A gate só abria às 5:55, por isso lá fechei os olhitos....

Era 6:15, a gate passou só a abrir às 7:20... 

Era 7:20, e lá fora estava assim... entretanto mais voos estavam a ser cancelados.

 

 

Nada promissor... depois das 7:20, o painel deixou de dizer horas e para esperar...

Faltavam poucos minutos para as oito e todos os voos da easyjet previstos para antes das 11 horas cancelados... uma rajada de 23 voos, para UMA pessoa no balcão de informações.

 

E o stress começou... e a zona foi reforçada com seguranças, e acredito que uma das razões foi pela crew que ia para o Funchal lol. 

Eu por uma certa altura até tive pena do homem da easyjet, pois não era culpa dele estar ali sozinho e não dar despacho a ninguém. A culpa foi da companhia que prefere pagar reembolsos a gastar mais dinheiro por um novo slot.

 

O que mais irritou ainda foi que para tentar arranjar lugar no voo seguinte, teve que ser tudo pela internet... nem número de telefone, nem balcão de atendimento... nada.

 

Lá liguei à Maria para me socorrer... e foi impressionante, todos os voos de Gatwick para Faro ficaram cheios em coisa de 10 minutos. Era a Maria a reservar o voo, e a página a actualizar a dizer que já não havia voos disponíveis. Após 5 companhias aéreas diferentes, a esperança estava a morrer... e Portugal parecia cada vez mais longe. A solução seria esperar até dia 23... mas eu não me conformei! Lá fiz a Maria dar ao dedo novamente até que apareceu um voo de Stansted pela Ryanair para as sete da manhã do dia a seguir, só com 15 lugares vagos e um preço exorbitante. Por esta altura estava por tudo, e assim que este apareceu foi reservar imediatamente! 

 

A Maria salvou-me o coiro... e senão fosse ela ter servido de PA eu estava bem lixadinha.

 

O maior obstáculo foi ultrapassado... agora só era preciso arranjar maneira de ir para Stansted. Arranjei um bilhete de autocarro e após uma espera de uma hora ao frio à neve (sim, porque o autocarro abalava assim que enchesse... e a quantidade de pessoas naquela fila enchia pelo menos uns cinco expressos da Renex!!!), lá consegui um lugar no autocarro.

 

 

 

 

 

(Heathrow)

 

 

 

A trajectória foi: Gatwick, Heathrow Terminal 5, Heathrow Central, Stansted. A viagem só demorou 4 horas....

 

Cheguei a Stansted, com planos de acampar algures no aeroporto... pois, mas bancos que é deles? Até mal havia lugar no chão para espojar-me... mesmo assim ainda resisti algum tempo, mas a dor de cabeça que tinha começou a chatear-me seriamente, e os meus pés gelados e o rabiosque criogenizado mandavam mensagens à minha mente...

 

...vai procurar um quarto num B&B

 

...vai procurar um quarto num B&B

...VAI PROCURAR UM QUARTO PORRA!!!
 
E prontos, lá fui eu ver o que se arranjava... e HOLY SHIT.
Esquece o B&B... tudo estava cheio, os hoteis mais baratos estavam sem quartos disponiveis, e o mais barato era o Hilton >_>
Digamos que foi bastante doloroso entregar o cartão para pagar £80 por uma noite, e que estava a rezando para que ainda tivesse dinheiro na conta. O alívio quando o recibo sai da maquineta... ui, sensação boa. 
 
Só depois é que me apercebi que não comia há cerca de 12 horas... e que não dormia nada de jeito há 31 horas (sim, que as sestas no aeroporto aquilo é olho no burro, no cigano e na mala!!!)
O pensamento de estar a uma viagem de shuttle até uma cama a sério deu-me forças para ir ao Burger King e compar um Whopper para levar para o quarto.
 
Demorei 24 anos para ficar hospedada num Hilton... sou uma priveligiada! Mas para ser sincera eu contentava-me com um divã por cima de um restaurante indiano.
E por mais limpinho que o quarto estivesse... por aquele preço estava à espera de algo muito mais luxuoso, lol.
 
 
 
 
Hmmm, nada como água del cano!
 
 
A vista do quarto:
 
 
As minhas companheiras de viagem desde 2003:
 
 

 

Hmmm... chuveirada, caminha lavada e:

 

 

PAPAROCA!

 

Falando em paparoca, apresento aqui a baguette mais cara que me entrou na boca...

 

 
Dava para ter comido um belo bife estivesse eu noutra tasca.
 
Depois do jantar, dormi... ou tentei, pois de 10 em 10 minutos acordava. O que foi estúpido pois estava cansada, mas a minha cabeça não parava e eu estava preocupada. 
 
As horas demoraram a passar... mas eram quatro da manhã e já estava com as malas prontas para voltar para a guerra. No entranto, aproveitei e tomei o pequeno-almoço cortesia do hotel.
 
 
Um café com leite, e um biscoitinho... nem pensar que ia pagar £14 pelo pequeno-almoço.
 
Foi a primeira vez que vi um tabuleiro com cafeteira... não está mal pensado.
 
 
Só fazia figas para este voo não ser cancelado... porque o tempo parecia estar na mesma.
 
 
Uma árvore de Natal toda pipi, mas que não ficou nada de jeito na foto.
 
 
Quando cheguei ao aeroporto, era o caos no check-in... saliento que aquilo era praticamente fila única... >_>
 
 
Conheci a Sara de Tavira, que tal como eu está para lá desterrada, e fizemos companhia uma à outra durante esta espera infinita e durante o voo.
 
O avião levantou bastante atrasado mas não houve crise... tudo menos ser cancelado!!!
 
E foi assim... ao fim de 36 horas cheguei, estafada... mas de boa saúde!
 
E ainda bem que não comprei prendas para o Natal para ninguém (não tive tempo... mas pode ter sido um sinal (?))... pois nessas 36 horas queimei quase um ordenado!!!
 
 
Caso não poste aqui mais nada é favor passarem um Bom Natal!
 
 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031





comentários recentes

  • Videl

    Foi bom, mas teria sido melhor se lá tivesses tamb...

  • Videl

    Magrinha como és, deves caber na maleta :P

  • Videl

    Devias ter vergonha!

  • Videl

    Eu e a Maria queriamos ir passear há 5 anos... mas...

  • Videl

    1. Sabes, eu até fiquei bastante surpreendida... p...



subscrever feeds