Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Leilão de carne...

Quinta-feira, 12.11.09

Há umas semanas apanhei 7kg de porco a £20.
Hoje apanhei o mesmo leilão, após uma boa meia hora apanhei 2 frangos pró granduxo a £5, o que para aqui é muito barato.

 

Aqui ficam as fotos do abuso.

 

 

Fiquei com as mãos quase em sangue e quase que corri para casa com medo de o saco rebentar!

 

 

16 costeletas, 10 salsichas frescas, um lombo e um enrolado (como se chama o ombro do porco???) Isto tudo por £20... ainda estou maravilhada com a coisa.

 

 

Os pássaros! Ele bem queria fazer 3 frangos por £10, mas se regateou a coisa, lol e ficou 2 por £5.

 

Escusado será dizer que o congelador da casa nova está a abarrotar de carne... e não teria espaço se ainda tivesse na casa velha. No entanto, estamos já a dar uso à coisa. Como não ponho aqui fotos dos meus cozinhados há algum tempo, aqui vai.

 

Uma carninha à portuguesa.

 

 

Já não usava a fritadeira há 2 anos... pois desde que vim para aqui uso o forno para quase tudo.

 

 

A ansiedade era muita!

 

 

Pickles comprados no café Tuga,

 

 

Tão bem que soube...

 

 

E este foi um destino dos pássaros:

 

 

Umas ervilhas e umas cenouras.

 

 

Puré de batata... fazia-me jeito um passe-vite.

 

 

Hmmm...

 

 

Gravy, só misturar os grânulos e água a ferver... e já está!

 

 

 

E aqui está, roast chicken com mash & veggies quase a nadar em gravy... à boa maneira Britânica!

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

X em 1!

Segunda-feira, 02.11.09

Como já disse encontrei o cabo, por isso toca a por a conversa em dia.

 

 Como prometido, aqui vão fotos do caos...

 

19 viagens com o carro cheio de um lado para o outro, tudo feito em menos de dois dias... não houve propriamente tempo para organizar as coisas como deve de ser. Como somos unhas de fome, não compramos caixas e as coisas foram praticamente todas trazidas pelos sacos de IKEA que eu tinha (cerca de 7), despejadas na casa nova e butes carregar os sacos de novo.

O resultado foi mais ou menos isto:

 

 

 

 

 

LOL, a Maria que se espojou no único sítio onde cabia... 

 

 

Escusado será dizer que andamos a tropeçar nas coisas e temos os dedos dos pés negros de tanta encalhar nas coisas.

 

Como tínhamos combinado, a primeira coisa que fizemos assim que acabássemos de mudar tudo foi partir o nosso mealheiro (garrafa de 1,5l de 7up) e contar os trocos para irmos jantar!

 

 

 

Montinho atrás de montinho, contamos 30 e tal libras, que já dá para ir papar a um sítio mais ou menos. Demoramos cerca de 1 ano e meio a encher a garrafa de 1p e 2p, e depois mais tarde resolvemos começar a por também moedas de 5 pence.

 

A primeira noite que dormimos cá em casa, não conseguimos dormir nas camas porque estavam atulhadas, por isso decidimos que devíamos visitar os pubs da área... visto depois de umas quantas cervejas dormir no sofá/cadeirão custa menos, por isso lá fizemos um rally tascas (ou pub crawl como se diz por aqui).

 

Temos dois barzitos ao virar da esquina, o bistro.php">Urban Beach que é um bistro todo chique... que até nos sentimos deslocadas, cheio de gente pretensiosa, mas que fora isso até não se está mal.

Mais abaixo temos o Reef Encounter, que é mais barato e descontraído. Sentamo-nos na rua, estava um bocado para o fresquinho, mas a malta como se preocupa com os clientes tem mantinhas e almofadas para a esplanada.

 

 

 

Gostamos tanto, que entretanto já repetimos a dose... desta vez com direito a paparoca!

 

 

A Maria comeu half rack of ribs com vine tomatoes, uma espécie de gaspacho, batata frita e onion rings.

 

 

Eu marchei um Surf 'n' Turf.

 

 

 

E cá estão as 'bençoadas mantinhas.

 

 

 

 

Poucos dias depois, e mais rápido do que estávamos à espera, bateu-me o homem jeitoso da UPS (pois os correios estão em greve há mais de uma semana e a malta está a recorrer a empresas privadas para entregarem as encomendas) e entregou-me isto para as mãos:

 

 

A caixa tem um aviso original:

 

 

CAUTION - May cause over excitement!

Então e não é que é verdade!!!

 

 

Como já não havia bagunça que chegasse, vá mais uma caixinha para cima da mesa.

 

 

No mesmo dia, um telefonema de 20 minutos mais tarde, fiquei com net, cabo e telefone em casa... er, telefone ainda não que a linha está com problemas, então lá vem o técnico Sábado que vem. Infelizmente, a Virgin Media não dá chamadas internacionais à borla como a Talk Talk dava... o que me deixa bastante triste :( Mas menos mal, tenho mais canais e a net é mais rápida e só pago mais 3 libras por mês do que com Talk Talk.

 

Apesar da casa estar mobilada, falta-lhe uns toques e umas coisitas... então lá fomos ao IKEA. 

 

 

A Maria estava toda contente, pois foi a primeira vez dela... 

 

 

"Home is the most important place in the world."

 

Aproveitamos e tiramos umas fotos a parte das docas de Southampton... sim, parte... porque aquilo é enorme. 

 

 

Foi daqui que abalou o Titanic.

 

 

 

 

 

Explorámos a loja, e em menos de nada estávamos a espumar com fome.

 

 

 

A Maria adorou as meatballs... pudera, sabem tão bem. Já tinha saudades.

 

Já estava completamente empanturrada, mas mesmo assim ainda coube uma mousse (Angelino, esta é para ti!)

 

 

 

Trouxemos uma data de coisitas, e não gastamos assim tanto dinheiro quanto isso... 

 

Eis a minha nova caixa da chá, uma Strikt:

 

 

 

Mesmo assim ainda sobraram umas quantas coisitas... 

 

 

Mas consegui ver-me livre de uma data de caixas que só estavam a ocupar espaço.

 

 

O Antonius:

 

 

E o Billy:

 

 

Que já foi relocado e enfeitado.

 

 

 

 

 

 

E a Lack, que vai direitinha para o meu quarto.

 

 

 

E prontos, por hoje já chega.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Feira em BosVegas

Segunda-feira, 19.10.09

Bem... não é bem feira. É mais tipo mercado!

 

Todas as semanas o mercado vem a BosVegas. BosVegas é o que a malta chama a Boscombe, que é a zona de Bournemouth onde vivo.
(Para a malta de Lagos é tipo chamar Vietname a Odiáxere, mesma coisa!)

 

Desde o Natal passado, quando a 'crise' se começou a sentir pelo Reino Unido, muitas das lojinhas que estavam na rua principal de Boscombe fecharam... e visto a malta andar toda à rasca de dinheiro, a rua que outrora estava cheia de pessoas (cada uma mais estranha que a outra), começou a andar às moscas. Triste mesmo... tipo cidade fantasma!

 

Embora as coisas estejam a melhorar e se comece a ver mais pessoas a gastar pilim, ainda há muitas lojas vazias e cada vez que passo pela rua noto que mais uma loja fechou. A última que notei que fechou foi a loja de artigos de bebé, no entanto a agência de viagens (que estava fechada desde o ano passado) abriu como loja de foguetes temporária, há sempre lojas de foguetes por esta altura, mas fecham logo assim que passa o 5 de Novembro - Bonfire Night (para quem não sabe o que é, podem ler um pouco sobre a Conspiração da Pólvora).

 

Isto tudo para explicar que em dias de mercado, Boscombe ganha um pouco da vida que perdeu devido ao 'credit crunch'.

 

Aqui ficam as fotos, estava um friozinho cão... mas o céu estava um azul lindo. É um engano aqui... no Inverno, quando mais azulinho está o céu, mais frio está! Prefiro frio a chuva.

 

 

 

Banca da fruta e vegetais, cada tigela a £1. No final da tarde, fazem reduções brutais, tipo sacos cheios de fruta a £1, ou leva dois (ou três) paga um.

 

 

 

Tal e qual como na tugolândia... há pregões e tudo! A única diferença é que aqui as tendas da roupa estão da responsabilidade dos indianos. (Não há lojas dos chineses cá, os indianos são os que têm as lojas mais parecidas... os chineses esão destinados aos restaurantes e aos supermercados por cá.)

 

 

Tenda das malas... como nunca pode faltar em eventos destes.

 

 

Ah, e tapetes... sim, porque cá também temos coisas lindas destas. É o sítio mais barato para comprar tapetes, o meu da sala foi comprado no mercado... mas não tem nenhum elefante, geez...que há cá com cada tapete feio.

 

 

Para infelicidade minha, não há barraca das farturas... (AI O QUE EU DAVA PARA COMER UMA FARTURA AGORA JÁ!)

Aqui, a barraca da comida vende cachorros, hambúrgueres, sandes de bacon, pies e afins... a rua fica com um cheirinho a cebola frita. Mas nada bate as minhas farturas! (Também não já sou capaz de comer uma hambúrguer às 10 da manhã... longe vão os tempos de bombeira, onde marchava bifanas com mostarda e minis às 7 da manhã! lol )

 

 

A antiga Opera House, hoje chamada O2 Academy. (Isa, deadmau5 é aqui, na próxima 5ª! Btw, não sabia que ele era de Toronto!)

 

 

A barraquinha do peixe e marisco, no Verão é muito comum vê-las junto à praia, onde vendem doses de marisco em copinhos pronto a comer. Tipo a barraca dos frutos secos mas com marisco (er... não sei se fui muito feliz com esta comparação).

 

 

Aqui está outro fenómeno que eu acho o máximo! Leilão de carne...

Isto sim, traz-me memórias da Feira Franca onde o homem do camião com o seu microfone vende desde mantas a lápis...

Este ainda se meteu comigo quando me apanhou a tirar a foto, perguntou-me se era da higiene e segurança no trabalho que ele tinha os certificados em dia. Aqui não há ASAE, e não apertam tanto quanto no Algarve, mas mesmo assim são um bocadinho para o cão.

 

 

E é assim aqui...

 

Fiquei com saudades de casa, tanto que depois fiz uma carninha estufada parecida àquela que a mãe faz. A única diferença foi que meti-lhe lá uns brócolos e uns Yorkshire puddings.

 

 

Casa nova update: Chaves na mão, esta Quinta-Feira! ^^

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Damn... no meio desta bruteza toda existe uma gaija!

Sábado, 19.09.09

Pois... bem lá mesmo escondida no fundo.

 

Hoje fiz algo inédito, nunca dantes visto... e semi-auto-surpreendente! (Qual acordo ortográfico, qual quê? Hífens existem são p'ra ser usados!)

 

Passei o dia a passear e a entrar em lojas de roupa. Note-se... detesto comprar roupa! Não só porque estou gorda e não gosto de me ver com nada, como também acho um desperdicio de dinheiro gastar dinheiro em trapinhos... tenho tanta melhor coisa em que gastar diheiro.

 

Mas o meu guarda-roupa (especialmente desde que o 3º michelin surgiu aqui no abdomen) está er... reformulando, qual guarda-roupa? Devo ter uns três pares de calças do chinês (o único sítio onde encontro calças que me sirvam com cintura subidinha), e meia dúzia de blusas rançosas... que não me favorecem nada nem reflectem um pouco da individualidade da minha pessoa! (Gosh, mas que raio é que se passa comigo hoje... passei o dia todo na badalhoquice e agora às tantas da manhã estou toda filosófica!)

 

Enfim... continuando, entrei em mais lojas de roupa hoje do que entrei nos passados dois anos. Também gastei uns trocos e coiso e tal... nada do outro mundo, mas há anos que não gastava tanto dinheiro em roupa num dia só. Um vestidinho, duas blusitas, um acessóriozito... nada de por aí além. Mas para quem é unha de fome para compras do género foi uma conquista! Mas a maior conquista delas todas foi que... não achei o processo assim tão doloroso. Não vou ao extremo de dizer que me diverti enquanto revistava as cruzetas, mas posso dizer que acho que foi a vez nas minhas quase duas décadas e meio de vida que menos me custou ir comprar roupa... estava com disposição para a coisa.

 

Ainda passei um bocadinho na FNAC, a folhear livros... estava com apetites de comprar um livrito, mas os preços tiraram-me qualquer vontade! Ainda estou à espera em que um livro em Portugal não seja considerado um luxo e artigo de enfeitar mobilia...

Livros são para ser lidos, usados...
 

Lá na bifolândia os livros custam o preço da chuva... toda a minha gente lê! Livros usados a preços ridiculos (tipo 20p cada)... e não há nada de finúrias. Livro é p'rá guerra!

(Okay, estou a generalizar... há livros que não atreveria a levar comigo na mala e ler fora de casa, e que estou disposta a gastar pipas de massa, mas esses são muito poucos e conto-os com os dedos da mão).

Gosto de comprar livros usados não só pelo preço, por vezes dou por mim a pensar na quantidade de pessoas que já leu as mesmas páginas que eu... as vezes que o levou à retrete, a quantidade de E. coli que lá está.. cheiros estranhos, manchas desconhecidas. Depois quando acabo os livros, dou às lojas de caridade para serem revendidos a preços estúpidos... e o ciclo continua, e lá vai outra pessoa lê-lo.

Um dia ponho lá um tracker ou um raio do género... seria giro, ver por quantas mãos o livro passaria.

 

Bem, já mudei completamente a minha linha de raciocínio... esqueci-me completamente do que queria dizer, mas nada tinha a ver com livros. Logo me lembro...

 

Aqui ficam as fotos do meu jantarinho hoje:

 

 

Um bife à balcão na Portugália do Almada Fórum... estava bem bom.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mestre de Culinária

Quinta-feira, 30.07.09

Como era suposto eu ter estado de folga hoje, pus ontem a descongelar um rolo de borrego que comprei no Asda há uns tempos... foi um daqueles achados, a £2.35.

 

 

 

Borrego é carne que raramente comia em Portugal, mas digo que prefiro o borrego daqui do que o daí... quando vivi no País de Gales, e via aqueles memês todos branquinhos a comer erva, e a bloquearem-me a estrada... só pensava era numas belas costeletas com molho/gelatina de hortelã, yum!

Só sei é que acho que o borrego daqui não sabe a borregum. Deve ser da alimentação dos bichos... não sei.

 

Embora eu e a Maria gostemos de borrego, é coisa rara cá em casa... pois o preço faz-nos perder o apetite pela coisa, mas o amigalhaço do Asda lá nos permitiu o capricho.

 

Lá fiz uma marinada aldrabada (azeite, vinho branco, sumo de limão, sumo de laranja, alho, tomilho, hortelã, rosmaninho e pimenta.)

 

 

 

Forno com ele!

 

 

Como a ocasião pedia, em vez dos usuais 5kg de batata de origens desconhecidas por £2 que costumamos comprar, lá investi em 2,5kg de Maris Piper a £1.99.

Em Portugal nunca tive tanto trabalho em escolher batata como aqui... ou é para cozer ou fritar, ou é nova ou é velha.

Aqui... gosh, é Maris Piper, King Edward, Vivaldi, Baking Potatoes, New Potatoes, White Potatoes (e mais uma data delas que não me lembro)... enfim, umas mariquices, porque afinal de contas batata é batata.
Mas no meio de tanto tempo a experimentar vários tipos de batata, as Maris Piper são as mais saborosas para certos pratos e sopas.

 

 

Lá cortei em rodelas e juntei umas cebolitas também cortadas em rodelas, leite, natas, sal e pimenta.

 

 

Inventei como sempre (não há receita que eu cumpra!), mas a ideia original é da menina Nigella e o seu Creamy Potato Gratin.

 

Como a coisa parecia demorada, lá fui à casa-de-banho e tratar da roupa.

 

 

... oops!

 

Depois de uns quantos palavrões... lá me recompus e fui tratar do stuffing.

 

 

Provei este na casa da Jo... e é mesmo muito bom. Então lá fui de propósito ao Waitrose (o supermercado mais caro daqui), e encontrei um pacote a preço reduzido, visto a data de validade estar quase a expirar!

O stuffing foi quase o mesmo preço do borrego!

 

Esta foi a 3ª vez desde que cá estou que entrei num Waitrose, é demasiado caro para os nossos bolsos... mas tal como o M&S, está cheio de coisitas boas.

 

 

 

E forno com ele!!!!

 

 

As batatas cozeram por isso mudei-as para uma travessa e ralei queijo para cima delas.

 

 

Entretanto recebi um telefonemazito ah e tal, estás ocupada esta tarde?
Como eu não tenho vida social, lá alinhei em ir fazer o turno de alguém que se descartou... sim, eu sou uma daquelas pessoas reliable.
Por isso, lá tive que apressar a coisa.

 

Saco a carne do forno, e dou numa de talhante... lá espedacei o borrego.

 

 

 

Como ainda tinha uma meia hora, decidi aproveitar o 'sumo' da carne para fazer gravy.

 

 

Mas aquilo ficou uma bosta (estava demasiado bebada) e acabou tudo no ralo do lava-loiça.

 

As batatas gratinaram... mas não tanto quanto eu queria.

 

 

O stuffing felizmente cozeu.

 

 

Lá me servi a correr... nem tempo tive de fazer uma saladinha que calhava mesmo bem.

 

 

Comi, fardei-me... e depois fiz eu um telefonema.

Maria, fiz-te jantarinho... mas deixei a cozinha num alvoroço.

 

 

 

Felizmente nós estamos bem uma para a outra... eu cozinho, ela limpa.

Mas como sou nice ainda pus-lhe o fogão de molho para dar menos trabalho a limpar o 'acidente' das batatas.

 

E lá fui trabalhar... ao menos fui de barriga cheia!

 

(e nada de comentários 'em vez de perderes tempo a tirar fotos, devias ter limpo a cozinha!' lol)

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Voltas...

Terça-feira, 21.07.09

No outro dia fui dar uma volta à Guia com a mãe que  eu precisava de uns sapatos (lá nas outras bandas não consigo encontrar sapatos pipis visto ter a pata pequena), mas como não gostei de nada e os preços estavam abusivos... caguei naquilo.

 

A mãe como gosta de se entreter quando vai a pendura lá levou a marmita:

 

 

Lá se foi comendo tremoços pelo caminho.

 

Como Albufeira fica logo ao lado, decidimos ir fazer uma visita à minha tia e depois corremos as lojas dos chineses lá da zona... 

Detesto quando me vêm chatear a cabeça com o 'ai, eu não compro nada no chinês!' Epá... não compram porque são parvos. Qual é a lógica de gastar 20 euros por uma blusa, quando se pode comprar por 5? E sandálias a 44, quando se pode comprar a 10?
Eu não entendo nada destas coisas de moda e não sei quê, e sim, há coisas nos chineses que eu nunca compraria/vestiria... mas o mesmo se passa com lojas de marca!

Eu pouco ando com roupa 'normal'... maior parte dos dias ando com a farda e roupa de andar por casa. Penso que em tempos de crise como estes, não tem lógica gastar rios de dinheiro em roupa.

 

Ah, e é de louvar as calças dos chineses, que para além baratas são das poucas que me servem e têm cintura 'alta'... detesto andar com as calças a mostrar o rego do cú.

 

Ah2... sinto-me obesa mórbida neste país, detesto não haver número não-anoréxicos nas lojas.

 

(Prontos, já fiz as queixinhas todas!)

 

Albufeira tal como Lagos, embora tenha turistas, não achei que estivesse apinhada. Estava uma brasa e um vento quente brutal... só me lembrei de tirar fotos quando estava a voltar, por isso, aqui está o edifício da câmara municipal... que por acaso é muito giro (e muito p'rá frentex para a altura em que foi construído!)

 

 

 

O Lucas, o cão mais parvo à face da terra e é um gingão-ambulante... mas é um querido. Pena não ter tirado fotos ao resto da bicheza da tia, as porquitas-da-Índia dela são muito fofinhas.

 

 

 

A ver se em Setembro passamos mais tempo juntas que é sempre a mesma coisa... só visitas de doutor!

 

Amanhã vou-me embora.. e ainda tenho tanta coisa que queria 'postar' >_>

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031