Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Red Cliff

Quarta-feira, 17.06.09

Quarta-Feira é dia de cinema, agradece-se à Orange (rede operadora de telemóveis) que há anos que oferece um bilhete de cinema de borla na compra de um. É muito simples basta enviar a palavra 'film' para o número 241, segundos depois recebe-se uma mensagem no telemóvel com um código, mostra-se na bilheteira e já está.

 

É o único dia em que o grupo vai ao cinema visto sair muito mais barato... um bilhete para estudante ronda as £5.95 (auch), a carteira agradece a chance da divisão de tal valor por dois. Guloseimas e bebidas trazem-se sempre à sucapa de casa, é ridiculo pagar £4 por 1 litro de cola, e £3 por pipocas! (Sim, somos uma cambada de agarrados!)

 

Quando o trabalho estava mais calmo, mesmo estando à rasca de trocos, sempre mas sempre se ia passar a quarta à noite no cinema e ver o tal filme da praxe. Hoje tive sorte, tive uma folga 'forçada' visto o carro precisar de fazer revisão e inspecção, e como a oficina não fica nas redondezas lá teve que ser... não me ralei muito, fazia-me falta o mini-descanso e passei uma noite agradavel.

 

Hoje o grupo ficou reduzido a dois, eu e a Nat. O resto da malta ficou a relaxar ou em casa a ver o 'Shooting Dogs' (que ainda não vi, mas dizem que é bom). Ela escolheu o filme e como já tinha visto 'The Hangover', e  'Red Cliff' recebeu boas críticas e coiso e tal lá fomos matar a curiosidade... o Hangover fica para a próxima.

 

Enfim, tenho que admitir que não estava com grandes espectativas para o filme... mas hey, John Woo, o filme chinês mais caro até à data... tinhamos que ver! E então não é que eu gostei!!!

No ínicio ia apanhando um enfarte quando a narrativa começou em Inglês... mas momentos depois o alívio de ouvir Mandarin lá fez passar o pânico... Não sei se aguentaria 3 horas de dobragem americana xunga.

O filme tem certas falhas, nomeadamente continuidade e o facto de ser um filme com meio, meio e fim... mas fora isso, para quem gosta do género é quase flawless.

 

É épico e tem estratégias de génio (a formação tortoise e o 'rouba flechas' estão um espectáculo!) Proporciona uma enorme dimensão das coisas e paisagens muito nices.

Também tem o 'gostoso' do Takeshi Kaneshiro XD.

 

Adorei a banda sonora e achei-a familiar. Não foi surpresa quando vi que foi Taro Iwashiro quem tratou dela... ele tratou também da OST de Azumi e o Ishin Shishi e no Requiem, um filme de Rurouni Kenshin, e também de Onimusha 2 (entre mais uma data de coisas que não conheço). Gostei do trabalho e do desempenho da Tokyo Metropolitan Symphony Orchestra... (tenho que ver a segunda série de Nodame Cantabile >_>) A ver se me cruzo com a OST algures :P

 

Senti durante o filme uma vontade brutal de chegar a casa e jogar Dynasty Warriors, Suikoden II e até Age of Empires... e houve alturas em que parecia que estava a jogar e a ver a história de um jogo e não um filme.

 

Não recomendo a toda a gente, mas se gostarem do género.. força!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Videl às 23:41


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2009

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930