Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


1/4 centenário + 2

Sexta-feira, 06.04.12

Já passou um ano desde a última vez que fiz anos.
A coisa está a ficar demasiado perto dos 30... começo a não achar muita piada.



Este ano tirei uns diazitos de férias para aproveitar (o que veio a calhar pois tinha dias a gozar antes de Abril).

Estreou-se o sofá-cama cá de casa - ta ta ta taaaannnnnnn! Os meus pais foram as cobaias :)

Foi muito bom vê-los e matar saudades, e o facto de estarem cá no meu dia de anos foi a cereja no topo do bolo.



Pela primeira vez, os meus pais apanharam bom tempo em terras da Rainha. De todas as vezes que cá estiveram apanharam chuva e frio... Desta vez o Sol brilhou :D (É que isto é muito mais bonito quando não chove, sem sombra de dúvida!)


Passeou-se, comeu-se, passeou-se, comeu-se... bem bom!


Fomos até Tuckton, em Christchurch (aqui ao lado). Já lá tinha ido com a Maria numa cachada, mas como aquilo até é bonito, não fez mal nenhum voltar! 

 


 

 

Tuckton

 

 

Tuckton

 

 

Untitled

 

 

Tuckton

 

O mini-golfe, com uma cherry-blossom toda pipi.

 

 

Untitled

 

 

Untitled

 

 

Tuckton

 

 

 

A próxima vez que cá voltarmos (e se estiver bom tempo!) aluga-se um barquito para ir dar uma volta! 
 

Aparentemente não é preciso ter carta nenhuma, e até nem há legislação acerca de beber enquanto se conduz um barco... (embora isto cheire-me a mito urbano!)

 



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Videl às 12:19

Passeio à Costa Jurássica parte 2

Sexta-feira, 24.06.11

Para quem perdeu a parte 1, clique aqui.

 

De Durlston seguimos rumo a Oeste, no caminho passamos ao lado de um campo de treino militar... e por uma das poucas estradas (senão a única) no país com sinalização de trânsito para tanques, e avisos de 'sudden gunfire'.

 

 

 

 

A Maria já há uns anitos que me pedia para levar-lhe a Lulworth e a Durdle Door, um dos sítios mais bonitos de Dorset!
Então lá lhe fiz a vontade, embora sabendo que talvez não fosse grande ideia especialmente como a minha saúde tem andado ultimamente... mas isto quando uma pessoa é nova não pensa!

 

 

Lulworth Cove

 

 

A subida é algo assim para o demoníaco...

 

 


A fotografia não faz justiça à subida.

 

 

Surpreendemente, até aguentei bem e não tive de parar para respirar... fez-se bem devagarinho, a aproveitar o solinho! (Pena lá em cima estar uma ventania do catano. Salvaram-me os headphones da Maria que eu já não aguentava com os ouvidos!)

 

 

Lulworth Cove

 

 

A vista lá de cima é linda, e há bastardos com muita sorte no mundo por terem uma casota num sítio destes (a manager do meu departamento é uma delas, embora a casa dela não seja daquelas lá mesmo à frente)

 

 

 

 

 

 

Quando há uma grande subida, normalmente também há uma grande descida... a mim pessoalmente custa-me mais descer do que subir! 

Fizemos uma ligeira pausa para comprar um gelado. 

 

Não, não há nenhum café onde a malta possa abancar... mas há uma barraquinha de gelados muito peculiar.

 

 

 

 

Tractor, gerador, barraca, gelados = pure WIN!

 

 

 

 

Bem bom, apreciar a paisagem a marchar um Feast.

 

 

Mas palavras para quê... o melhor mesmo é passar às fotografias.

 

 

Man O' War Cove

 

Man O' War Cove

 

 

Man O' War Cove

 

 

Durdle Door (soa a algo saído do Harry Potter, não acham?!)

 

Durdle Door

 

 

Estavam lá uns miúdos numa visita de estudo, que tinham como actividade desenhar a paisagem... Isto há petizes com muita sorte, com a idade deles, as minhas visitas de estudo limitavam-se ao Centro da cidade no Carnaval, ou então ao Castelo de Silves na altura da Festa da Cerveja!!

 

 

 

 

Subiu-se, desceu-se... e ao fim de uns 40 minutos já estávamos ao pé de Lulworth Cove. Comprei os postalitos da praxe, a Maria comprou Shortbread para beber com o chá.

 

 

Ao pé da 'Cova', alguém tem no quintal uma árvore decorada de forma bastante única!

 

 

IMG_6762

 

 

IMG_6763

 

 

Desceu-se até à 'Cova' para molhar os pézinhos.

 

 

 

 

Lulworth Cove

 

 

Lulworth Cove

 

 

 

 

Escusado será dizer que no dia a seguir não sentíamos as pernas! Um dia voltamos lá para encontrar umas caches.


A Bulminha portou-se que foi uma maravilha! Embora tenha-me dado imensa pena ter levado o carrinho para certos trilhos, e ficou cheio de pó coitado! 

 

 

 

Ò São Pedro! Vê lá se tens consideração aqui pelo pessoal e dás solinho nos dias de folga, a malta quer ir passear e ver sítios bonitos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Passeio à Costa Jurássica parte 1

Domingo, 12.06.11

Ontem de manhã o sol deu ares de sua graça, então eu e a Maria decidimos ir dar um passeio.

 

A Maria nunca tinha ido à Costa Jurássica (Património Mundial) então lá demos um pulinho que também não fica muito longe daqui. Às vezes uma pessoa até se esquece que há sítios bem giros aqui próximo!

 

Saímos de Bournemouth, passamos pelo castelo de Corfe, Swanage e a primeira paragem foi no Parque de Durlston.

 

 

 

 

 

 

Já tinha vindo aqui uma vez em 2007, na minha semana de integração na Universidade. Uma parte do parque está a ser restaurada, por isso não deu para comer uma fatia de Bolo de Maçã de Dorset à beira-mar... ficará para a próxima.

 

 

Tilly Whim Caves.

 

 

Durlston Country Park

 

 

Durlston Country Park

 

 

O farol.

 

 

Durlston Country Park

 

 

Subimos até ao 'Grande Globo de Durlston'.

 

 

 

 

O globo pesa cerca de 40 toneladas, tem três metros de diâmetro e é feito com pedra calcária de Portland.

 

 

Durlston's Great Globe

 

 

Durlston's Great Globe

 

 

Durlston's Great Globe

 

 

Durlston's Great Globe

 

 

A nossa amiga Mikie voltou para a Papua Nova Guiné, quem sabe ainda não damos um pulinho lá um dia destes? 

 


A placa na base do globo.

 

 

Durlston's Great Globe

 

 

O Kamehameha da praxe.

 

Durlston's Great Globe

 

 

 

 

 

Durlston's Great Globe

 

 

Durlston's Great Globe

 

 

Como estava um dia bonito, deu para ver a Isle of Wight lá ao fundo.

 

 

Durlston Country Park

 

 

 

Ao lado do globo está uma pedra bem interessante:

 

 

Durlston's Great Globe

 

 

 

Traduzindo, a placa diz: "Pessoas ansiosas para escrever o nome, por favor usem só esta pedra." O facto é que não se via nenhum risquinho no globo nem nas placas ao lado.

 

 

Como não poderia deixar de ser, comprei uns postalinhos, gostei particularmente deste:
 

 

 

 

A fotografia data 1890, cool hein?

 

 

Parte 2 do passeio para breve :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A coisa

Domingo, 03.10.10

Há já imenso tempo que não me metia em aventuras destas... mas como ficou provado, ainda não lhe perdi o jeito.

 

Ficou decidido há  coisa de três dias atrás, que no Sábado eu ia buscar uma coisa... só que essa coisa estava nada mais nada menos que em Chester. Aqui vai o mapa para terem percepção da coisa.

 

 

Como agravante, não podia levar o carro para cima, pois a coisa não me cabia no carro. Enfim... um verdadeiro dilema! Mas nada que a maravilhosa internet e transportes públicos não resolvam.

 

Por isso lá fui eu marcar bilhetes... infelizmente, devido às horas a que tinha de chegar a Chester e ao facto de ser fim-de-semana, não consegui fazer as batotas do costume...  As batotas do costume são comprar bilhetes através do megabus ou do megatrain, que são uma pechincha (do género £1.50), e vão para Londres tal qual como os outros, e depois de Londres eu logo me desenmerdava.

Eu prefiro viajar de comboio, mas para ficar com a consciência tranquila, comparo sempre com os preços dos autocarros.

 

Se quisesse ter ido de autocarro teria pago £54, e a viagem demoraria 9 HORAS... também teria de ter trocado de autocarro umas 4 vezes e com tempos de espera brutais! No way Jose!

 

De quimboio, a coisa agradou-me MUITO mais... o preço dos bilhetes variava entre as £33 e as £90, e a viagem só demoraria 5 horas. O pior mesmo seria a correria no tube, de Waterloo para Euston, pois tinha uma margem de tempo minúscula... e com a Victoria e parte da Northern 
line fechadas, ui! (Todo o santo fim-de-semana esta gente fecha linhas para reparação). Enfim, arrisquei e lá comprei bilhetes. Novamente por causa das horas não consegui comprar o bilhete das £33, mas safei-me com £41.

 

Eis o itinerário:

 

Boscombe - Bournemouth
Bournemouth - London Waterloo
London Waterloo - Euston

Euston - Chester

 

E assim foi...

Às 9 horas saí de casa, e apanhei o autocarro para a estação. Ainda tive que andar uns 10 minutos, mas felizmente não estava a chover por isso não entrei no comboio a pingar.

Assim que ponho as patinhas na estação, vejo uma quantidade estúpida de polícias... ninguém sabia o que se passava, mas via-se que estavam à caça de alguém. Cada comboio que parava na estação, era recebido com um polícia em cada porta das carruagens... mas não apanharam ninguém, o que foi uma pena que eu e as velhinhas queríamos era ver os polícias jeitosos em acção.

Entretanto o meu comboio chegou... e depois da polícia ter deixado a malta entrar, lá fui eu. Assim que entrei na carruagem, vejo longo dois fedelhos a mamar com budweisers... excusado será dizer que ainda mal batiam 10 da manhã! Lá escolhi uns bancos mais para a frente para o caso das budweisers lhes caírem mal.

Abanquei, pus a minha leitura em dia, ouvi música... etc. 
Bournemouth, Pokesdown, Christchurch, New Milton, Brockenhurst, Southampton, Southampton Airport,  Winchester, Basingstoke, Clapham Junction, Waterloo.

 

Já passava das 12:30 quando cheguei... toca a correr (leia-se CORRRREEEEERRRRR tipo sprint!) para apanhar o outro comboio.

13:10 lá estava eu sentadinha num dos comboios xpto da Virgin Trains. Lá comi uma sandocha que o estômago já andava a fazer uma constrangedora chinfrineira do inferno... e ainda bem que marchei a sandes logo no início da viagem, que minha gente... aquele comboio era rápido para xuxu!

Só parou duas vezes, e eu não faço ideia do top speed daquilo... mas a linha tinha curvas em relevé que a gente ficava quase todos de lado. Ao olhar para fora, aquilo mal dava para apreciar a paisagem... as ovelhas tornaram-se blurs brancos no meio do verde! No entanto consegui captar um graffiti bem grande com a clássica palavra PUTA!!!

 

Muitas vaquinhas, muitas ovelhas... muito verde! E depois lá para cima a linha segue o rio Trent, e vê-se montes de barquinhos, velhotes a pescar, e até malta a acampar no meio do nada à beira-rio.

O comboio só fez duas paragens, Milton Keynes e Crewe... e truca eram 15:12 estava em Chester. O comboio não se atrasou nem um segundo!

 

Na estação lá estava um amigo à espera, que me ia levar ao sítio onde estava a coisa... Wrexham, já no País de Gales. Os sinais bilingue, a quantidade brutal de ovelhas em tudo o que é sítio... nunca tinha estado no norte de Gales, mas tive uma sensação de 'regresso' à origem... poís foi no sul de Gales que esta nova etapa da minha vida começou.

 

Quando cheguei a Wrexham, mais propriamente à pequena vila de Overton no meio de nenhures... deparei-me com a coisa :)

 

 

E só digo isto.....

 

É MEU!!!

 

(mas mesmo meu :P)

 

 

 

~ Eu logo conto a aventura que foi voltar com ele para baixo!! Agora vou comer que tenho fomeca!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Portland

Terça-feira, 13.07.10

Pouco se tem passado por estes lados... casa-trabalho, trabalho-casa. O tempo tem estado bom (aka não tem chovido), mas hoje, tal como a maioria dos dias em que não trabalho está tapado, húmido, desagradavel, blargh... e eu que queria apanhar com solinho nas ventas.

 

Como ver o blog tão parado faz-me confusão, lá fui vasculhar fotos para ver o que podia por aqui. Encontrei umas quantas fotos, de quando fui a Portland com a Hiko e o Alex quando ainda estavamos em preparações casamenteiras.

 

Portland fica muito perto de Weymouth, e é lá que vão decorrer algumas provas de vela nos olímpicos de 2012.

 

Aqui vão algumas vistas.

 

(Não consegui tirar fotos de Chesil Beach, então aqui vai um postal que a vista é bonita).

 

 

Eu nunca tinha ido para aqueles lados, mas achei bonito.

 

Chegamos até ao Portland Bill... e deu-me saudades de casa.

 

 

O farol fez-me lembrar o da Ponta da Piedade... não vou lá há tantos anos, a ver se dou lá um pulo na próxima visita.

 

 

 

 

A Hiko ficou toda admirada quando me viu saltar pró meio dos calhaus então tirou-me uma foto... Isto filha de pescador, saltar calhaus está no sangue! Aquilo tem um calhau todo giro... mas mesmo saltando, tinha de dar uma volta muita grande para apanhar o angulo que queria...

 

 

 

O angulo que eu queria era este:

 

 

Mas como eu não queria dar um enfarte à Hiko... lá lhe poupei e não fui dar volta nenhuma.

 

Depois, o tempo mudou... e tornou-se na cagada característica e voltamos para Weymouth.

 

 

 

E foi assim a nossa voltinha até Portland.

 

Devia ter tirado mais fotos.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.3

Domingo, 28.03.10

Tenho andado sem tempo nenhum, mas que vida de doidos! Se aquelas semanas em Janeiro/Fevereiro foram más... estas não ficaram nada atrás.

 

Embora bem atrasado, ainda tenho que transcrever coisas do meu travel log suiço.  Como eu gosto de acabar as coisas que começo, aqui vai.

 

 

 

---

 

23 Fevereiro 2010

 

Hoje acordei e lá fora estava assim.

 

 

 

 

 

 

Pelos vistos, nem aqui tenho tréguas da chuva.

 

Tínhamos nos planos uma rota com algumas paragens pelo meio para 'cachar', mas o tempo estava mesmo uma real cagada. Fez-se o mesmo passeio, mas quase na sua totalidade de carro.

 

A rota que se fez foi mais ou menos isto:

 

 

 

 

Aqui ficam algumas fotos tiradas dentro do carro.

 

 

 

Uma carrinha da Lusso, que nas minhas bandas chama-se Walls, e por aí Olá.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ainda filmei enquanto subiamos uns montes.

 

 

Vista bem bonita, não acham?

 

Andamos por terrenos onde duvido que muitos suiços tenham posto os pés.

Estradas estreitas, subias e descidas a pique... enfim.

 

 

 

 

 

Em Saint Ulsane fiz uma cache e como a chuva tinha acalmado, lá demos uma volta pela vila.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Santo que deu nome à vila.

 

 

 

 

O rio que se vê nestas fostos chama-se Doubs.

 

 

 

 

 

 

Fazem aqui muitas feiras mediavais e as ruas ainda estavam cheias de confetti do carnaval (mas será que é só na Inglaterra que não se comemora o carnaval... não é pelo carnaval em si, mas um feriado extra não fazia mal nenhum. Temos tão poucos!)

 

 

 

 

 

Gostei do pormenor do talho dizer talho, da leitaria dizer leitaria, etc...

 

Depois começou a chuver a sério e fomos recambiados para o carro.

 

 

O chu-chu a passar a ponte.

 

Passamos por Delémont e depois fomos a um "centro comercial" que tinha lá um supermercado com uma secção portuguesa com montes de coisas (como muitos supermercados espalhados pela Suiça). O Raminhos andava à caça de guaraná, eu entretanto babei lá com uma data de coisitas (EU QUERO UM SUPERMERCADO TUGA A SÉRIO ONDE EU VIVO!), seguimos marcha.

 

Fomos parar a Moutier que foi a primeira terra onde o Raminhos viveu quando ele veio para cá. Almoçamos no des Gorge, um belíssimo de um bife de cavalo assado na brasa com manteiga Café de Paris.

 

 

Mas que delícia!!! To die for!

 

Para desmoer fomos até ao Hospital onde ele trabalhou e ele pôs a conversa em dia com as ex-colegas de serviço.

 

Depois fomos a um bar-au-cin com um amigo dele, onde bebemos um copito (eheheh, chama-lhe copito!)

 

 

E fiquei felicíssima por saber que ainda há fans de DragonBall hardcore espalhados pelo mundo, olhem-me só a linda mochila! Foi a pessoa assim para o 'dodgy' falha-me o adjectivo em português, que vi na Suiça... o que acho bem estranho, visto eu viver rodeada de gente marada.

 

 

 

Mais umas fotos de Moutier.

 

 

 

 

 

Moutier, até à próxima!

 

A polícia ainda nos cumprimentou no caminho de volta, mas nada de sério, foi mesmo só para nos dizer olá.

 

Fez-se outra cache e toca a conduzir até Neuchâtel. Hoje passei por três cantões, Neuchâtel, Jura e Berne.

 

No cinema havia uma sessão de Avatar em 3D na versão original (a única sessão da semana, o único filme com versão original! filmes dobrados dispenso...). Filmes em versões originais aqui é coisa raríssima, está tudo dobrado em Francês. Depois admiram-se de não conseguirem falar Inglês decentemente.

 

Como o filme estava com legendas duplas, a linha de cima em francês a de baixo em alemão, pensei que me fosse causar confusão... mas nada disso. E ainda bem que eu consigo ler um bocado de francês, porque quando os Pandorianos grasnavam... safou-me.

O filme está visualmente bonito, e para ser sincera, de tão mal que ouvi falar da história do filme (or lack of it), esperava que estivesse MUITO pior.

Vê-se bem... acho que não o vou rever alguma vez no futuro, mas podia ter sido 100x pior. Afterall é um filme para agradar massas, há lá coisa melhor do que americanos a destruir coisas?

 

Não se fez muito o dia todo, mas sinto-me cansadinha. Acho que vou nanar cedo.

 

À demain!

 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.22

Domingo, 28.02.10

Tive uma bela hemorragia nasal que durou 10 minutos a correr a pingo... porque raio é que eu dei numa de Tartaruga Genial? Eu juro que não estava a ver nada perverso!!!

 

Enfim... Já estou em Bournemouth, mas vou continuar a transcrever o que tinha no meu cadernito e por fotos durante os próximos dias.

 

 

 

22 Fevereiro 2010

 

Para desmoer o almoço, havia uma cache no topo do monte Vully que é uma terra onde tem montes de parreiras... como havia uma cache no topo e de lá dava para se ver o lago Morat, lá subimos...

 

 

 

 

Ouch!

 

 

 

 

 

Uma casa de férias de alguém... vista fenomenal para o lago e para os Alpes.

 

 

Do topo vê-se isto.

 

 

A subida foi assim para o doloroso, especialmente porque estava empaturrada do almoço. O meu estômago já não aguenta barrigadas destas. 

Desceu-se bem, e seguimos caminho.

 

Passamos por uma data de vilazitas e fomos caçar outra cache, esta em Münchenwiler, que já fica no cantão de Bern. Esta foi sacana, que entretanto ficámos com o carro atolado. Trás, frente, pedras, tábuas, couves... enfim. Aquilo conseguiu-se tirá-lo, para depois enfiá-lo num sítio ainda pior.

 

 

Desta consegui eu safar-me... só para depois o atolar ainda mais! lol Se o carro não fosse com tracção atrás, não tinha havido problemas nenhuns!

 

 

Lá foi o Raminhos buscar um paysan (agricultor!) que nos foi ajudar com o seu tractor. Por isso, senti em primeira-mão a boa vontade dos Suíços... não são só simpáticos e dizem bon appétit.

Na altura pensávamos que ainda estávamos numa zona onde falavam Francês, como o nome da vila indica (sabíamos lá o nome da vila na altura lol), falavam Alemão. Felizmente o velhote falava Francês e eles lá se entenderam.

O Raminhos foi o relações públicas, eu a Colin McRae de serviço!

 

Agora que já passou foi divertido... fica-se com uma história para contar, e ainda dei umas valentes aceleradelas no BM, que também precisa!

 

Regressamos a Neuchâtel com o carro todo cagado e nós também.

 

 

Assim que começamos a subir, a temperatura desceu bastante e agora está um lombinho de porco com batatinhas a assar no forno.

 

--

 

Ficou assim:

 

 

Para sobremesa foi um creme de baunilha que a Maria adora. 

 

MARY!!! HEAVEN IS IN SWITZERLAND! THEY HAVE HUGE POTS OF THAT NICE VANILLA THING LIDL SELLS!!!

 

 

**DIES**

 

 

NOW JUST TO MAKE YOU JEALOUS ;)

 

 

 

Au revoir, à demain!!!

 

 

----

 

Ainda tenho mais 2 dias para relatar... isto está a demorar mas vai-se lá. A vantagem de ter-me portado bem e escrever no meu 'diário de bordo', já me tinha esquecido de cenas que aconteceram! Ai, o PDI!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.21

Quarta-feira, 24.02.10

22 Fevereiro 2010

 

Dormi que nem um calhau! Nevou durante a noite e as nuvens estavam mais baixas do que ontem.

 

 

 

 

Fomos ao supermercado 'coop'.

 

 

 

Um supermercado normal... coisas a notar: montes de variedade de queijos, toda a carne é embalada em vácuo e as embalagens estão penduradas. Gostei de embora não fosse um supermercado muito grande, para além das carnes do costume também vendia carne de avestruz e cavalo. Também tinha línguas de vaca embaladas! Eu tenho andado com apetites de comer língua de porco estufada... mas lá para os meus lados, tenho que quase ir ao matadouro para arranjar uma. Tenho que ir ao talho pedinchar uma lá ao homem.

 

Ah! O supermercado também tinha uma secção portuguesa o que não é de estranhar pois toda a gente sabe que há uma data de tugas aqui. Tinha lá nestum, cerelac, tremoços, azeitonas, chispalhada e salsichas da nobre, bolacha Maria, sagres e super bock.

 

Comprámos comidinha para a janta de hoje e pequeno almoço. Comi uma batonette au vanille, que é uma maravilha e quero mais!!

 

Fomos passear, usando as caches como desculpa para ir para o meio do mato e vilas pequenas.

 

 

 

Uma quinta com uns desenhos.

 

 

 

 

 

Saímos de Neuchâtel e entrámos no cantão de Bern, onde dá logo para ver diferenças nas casas.

 

 

 

Os gaiatos vão para a escola sozinhos ou em grupo, com uns reflectores ao pescoço. Fiquei parva... seria inimaginável deixar catraios novitos a andar assim sozinhos lá onde vivo. Até mesmo em Portugal não sei se deixava... se fosse há 20 anos atrás não tinha problema nenhum, mas nos dias de hoje... enfim, pelos vistos a malta aqui sente-se segura o suficiente para deixar os miúdos à solta, e ainda bem!

 

 

 

 

 

Apita o comboio...

 

 

 

Fomos para o meio das hortas.
Aqui na foto está uma casa onde se guarda palha.

 

 

 

E aqui aparentemente é a casa de um cavalo.

 

 

Entrámos no cantão de Friburgo. Na foto já se consegui ver o Mont Vully.

 

 

 

Parámos para almoçar, comeu-se esparguete à bolonhesa (normalmente os pratos do dia de do restaurante costumam ser coisas mais típicas, mas como era segunda-feira o chefe devia estar preguiçoso). Aqui têm o hábito de comer salada como entrada com French dresing. Estava tudo muito bom, e as doses eram assim para o gigante e não se consegui comer tudo.

 

Gostei muito de ver duas velhotas, que provavelmente não tinham nada mais para fazer, a almoçar e a por a prosa em dia. Sem nos conhecer de lado nenhum, soltam uns alegres bon appétit! e au revoir! quando saíram.

Segundo o Raminhos toda a minha gente se cumprimenta uns aos outros, o que eu acho bastante simpático e muito mais agradável do que andar de trombas no chão... mas isso sou eu que sou uma pateta alegre, amiga do mundo... isso ou então já estou farta de andar lá pela minha zona onde evitar contacto visual é necessário para sobreviver (pois ou depois pedem-nos dinheiro ou perguntam se quero substâncias ilícitas ou então quanto cobro! lol).

 

Continua no próximo post.

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.14

Terça-feira, 23.02.10

21 Fevereiro 2010 (continuação)

 

Em Neuchâtel, fomos até à esplanade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estes barcos atravessam o lago até localidades da outra margem.

 

 

O edifício atrás do barco é dos correios.

 

 

Um museu.

 

 

Uma das paredes da praça 12 de Setembro, que fez parte da Expo.02.

 

 

E para quem jogou Mass Effect... OMG, é a Liara!!

 

 

Mais casas na encosta.

 

 

Umas fotos lá de cima.

 

 

 

E eis dois travel bugs lindissimos... um deles vai passear até Inglaterra :)

 

 

Terminamos o dia na Associação Portuguesa assim:

 

 

Tal como nos bons velhos tempos de bombeiros!

 

E foi assim o meu primeiro dia na Suiça.

 

À demain!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.13

Terça-feira, 23.02.10

Para os posts não ficarem muito grandes e porque também não quero desperdiçar a madrugada a postar, vou dividir isto por partes.... muito provavelmente só acabo de contar as aventuras quando já estiver em casa.

 

Mas enfim, continuando.

 

 

Saímos de Tête de Ran, e voltamos para Vue des Alpes.

 

 

Que supostamente dá para ver os alpes, e tem um mapa que dá para ver o nome e a altitude de cada pico...

 

 

Mas como estiveram a limpar a neve do parque, a vista que tinhamos do miradouro era esta:

 

 

Só dava para avistar uma parte.

 

 

Fizemos outra cache.

 

 

 

E visto termos subido... e subido, obviamente que também descemos.

 

 

E descemos...

 

 

 

Um dos muitos túneis que há por aqui.

 

 

 

Descemos até Neuchâtel, fomos ver o lago e descobrir mais caches.

 

 

A água estava gelada... e não literalmente.

 

 

 

 

 

 

 

 

Havia um TB hotel lá perto, então lá fomos.

 

 

 

Tiramos de lá um, e pusemos este:

 

 

Lá também estava uma estação meteorológica bastante original.

 

 

 

Agarrado ao papel, está uma pedra pendurada com uma linha.

O meu Francês não é grande coisa... mas traduzindo assim à pressão se a pedra estiver seca, está bom tempo. Se tiver molhada está de chuva. Se tiver branca em cima, neve. Se a pedra estiver a deitar fumo, calor depois de tempestade. Pedra quieta, sem vento. Pedra que balança, vento ligeiro. Pedra que roda, tempestade. Pedra invisivel, nevoeiro. Pedra caída, tremor-de-terra.

 

Segundo o Raminhos, uma boa demonstração de humor Suisso.

 

Mais uma foto do lago Neuchâtel.

 

 

As casitas na encosta.

 

 

 

O hospital onde o Raminhos trabalha... mais parece um hotel!

 

 

Uma ruazita, com uma igreja terracota!

 

 

Como está quase tudo fechado ao Domingo e já estava a ficar tarde, fomos almoçar a essa grande instituição que é o MacD's.

 

 

 

 

Aqui também têm saladas como acompanhamento.... coisa que eu gostava que o meu lá tivesse.

 

Curioso é o código no final do recibo.

 

 

Para ir à casa de banho precisamos de um código para abrir a porta! Uma boa ideia para evitar não pagadores de encherem a fossa (ou então irem para lá espetar as agulhas - embora ache que por estes lados não haja muito disso).

 

Lá continuamos o passeio.

Aqui está a estátua de alguém importante na história de Neuchâtel.

 

Duvido que tenha sido por andar com uma garrafa de Martini na mão.

 

 

 

Continua no próximo post.

Autoria e outros dados (tags, etc)





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031