Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


City Break - Paris 1.2

Quinta-feira, 10.05.12

Como subir à torre ficou fora dos planos, lá fomos passear de barquito no rio Sena.

 

Infelizmente estava a chover então decidimos ficar no andar coberto do barco. Uns quantos malucos foram para o andar de cima, mas quando a chuva começou a cair com mais força decidiram fugir para o andar de baixo.

 

Tiramos muitas fotos, mas como estávamos separados por uma vidro... a maioria delas ficou uma bela bosta. Aqui estão as que se aproveitam.

 

 

Cruise on the River Seine

 

 

 

Não dá para ver bem, mas na foto debaixo está a chama da Liberdade - réplica exacta da chama que está na estátua da Liberdade nos States, que fica em cima do túnel onde a Princesa Diana morreu.

 

 

 

La Flamme de la Liberté

 

 

O obelisco de Luxor

 

 

Obélisque de Louxor

 

 

A Assembleia

 

 

Assemble Nationale

 

 

Museu de Orsay

 

 

Musée d'Orsay

 

 

Bloco de apartamentos pipi à beira rio. 

 

 

Paris

 

 

O bote da Bombeiragem!! 

 

 

Firefighter Boat

 

 

Um barquito restaurante 

 

 

Restaurant on a boat

 

 

La Samaritaine 

 

 

Samaritaine

 

 

E por último, aqui fica um dos apartamentos mais estreitos de Paris (entre os prédios). 

 

 

Narrow flat in Paris

 

 

O passeio durou cerca de uma hora e passamos por baixo de 22 pontes :) Foi dinheiro bem gasto porque deu mesmo para ganhar noção da distância entre sítios de interesse turístico. Estávamos com fomeca então decidimos ir para a zona do Hotel para depois não ter de andar muito com barriga cheia. 

 

 

Como já estava a ficar tarde e andávamos um bocado mareadas/grogues - afinal de contas não pregava olho há umas 38 horas - decidimos não perder muito tempo a escolher o restaurante e entrar no primeiro que tivesse um preço acessível e não muito fino pois não estávamos vestidas para a ocasião.

 

Acabamos por entrar num Italiano e comemos uma pizza daquelas como deve de ser:

 

 

Pizza!!!

 

 

Ah! Já me ia esquecendo do lanche que comemos à tarde. 

 

 

Yummies

 

 

Flan, chochosuisse e iced tea!!! Oh yeah!

Saudades de iced tea... e qualquer dia aventuro-me a fazer um flan cá em casa! É podre de bom :D

 

 

 

Depois do jantar, andamos pelas redondezas para ver o que havia na área... chegamos à conclusão que Gare du Nord não só tem as casas de banho mais caras de sempre (€0.70 para dar uma mija), mas como também cheira bué a caril!

 

Chegando ao Hotel experienciamos o 'Elevador Temperamental', e lá tivemos de completar a subida até ao 5º andar pelas escadas de incêndio... nice, mesmo bom para digerir a pizza!

 

A caminha era comfortavel e apesar do barulho dos comboios... dormi que nem um calhau!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Videl às 21:17

City Break - Paris 1.0

Segunda-feira, 07.05.12

Embora haja milhentos hotéis/pensões/etc em Paris... o que nos fez escolher o Tim Hotel foi a proximidade da estação e o preço.

 

O alojamento foi de facto o mais caro destas mini-férias... e o preço que se paga por um quartinho num Hotel de 2 estrelas, básico e nada de extraordinário, quase que dava para ter ficado no Hilton em Vilamoura.

 

Enfim... era o mais barato na área, era a 5 minutos a pé de distância da estação, e havia muitas mixed reviews no trip advisor. Que se lixe - pior do que o Bed & Breakfast que ficamos em Londres não haveria de ser!

 

O Google StreeView deu um jeitaço do caraças, pois deu mesmo para decorar qual era o caminho para o Hotel.

 

 

Tim Hotel - Gare du Nord

 

 

 

O check-in era só às 2 da tarde por isso íamos só deixar as malas. Mas felizmente o quarto já estava pronto por isso entregaram a chave mais cedo!

 

O quarto ficava no 5º andar, voltado para as traseiras do prédio... e sinceramente, estávamos à espera de MUITO pior!

 

 

Tim Hotel - Gare du Nord

 

 

Tim Hotel - Gare du Nord

 

 

As camas tinham os lençóis bem passados, branquinhos e cheiravam a lavadinho! Embora a carpete e a mobília do quarto precisasse de uma reciclagem, estava tudo limpinho e bem tratado (para o preço que se pagou não podíamos pedir muito mais).

 

Curtam a Flatscreen TV... não dá para ver bem, mas as cruzetas estão penduradas no apoio da TV (o roupeiro improvisado).

 

 

Tim Hotel - Gare du Nord

 

 

 

O chuveiro tinha muito boa pressão e a água aquecia num instante.

 

 

Tim Hotel - Gare du Nord

 

 

 

A cagadeira tinha o tampo demasiado grande (obviamente não devia ser para esta sanita), mas estava limpinha e não tinha marcas nenhumas. 

 

 

Vista panorâmica para as traseiras, com escadas de emergência ao lado. As escadas revelaram-se bastante úteis pois o elevador era temperamental, e por vezes só chegava ao quarto andar! 

 

 

Tim Hotel - Gare du Nord

 

 

Tim Hotel - Gare du Nord

 

 

 

O Hotel ficava numa rua bem agitada, mesmo ao lado das linhas da Gare de l'Est... o barulho dos comboios não parava, mas como no final do dia estávamos sempre tão estafadas, o barulho não nos chateou muito.

 

 

Descarregamos as malas e rumamos de volta à estação - mas tiramos umas fotos no caminho.

 

 

Rue de l'Aqueduc

 

 

 

Encontramos uma cache nesta ponte, yay!

 

 

Gare de l'Est - train lines

 

 

 

 

A coisa mais inteligente a fazer em Paris é comprar um passe para todos os transportes - metro, RER, autocarro... etc! Nós compramos o Paris Visite de 3 dias (€21.60), zonas 1-3 e fomos para TODO o lado! 

 

As linhas de metro/RER parecem um pouco confusas à primeira vista... mas o sistema não é muito diferente do de Lisboa ou Londres.

 

 

Já com o passe na mão, decidimos ir pegar o touro logo pelos cornos. Torre Eiffel, aqui vamos nós!

 

 

Lá apanhamos o RER até St. Michel/Notre-Dame, para trocar de linha e ir até Champ de Mars (Tour Eiffel)... só que o comboio que veio primeiro ia só até Invalides, e nós decidimos ir dar um pulinho lá primeiro.

 

 

 

Assim que saímos da estação de Invalides, demos com isto:

 

 

Le Grand Palais

 

 

 

Le Grand Palais

 

 

 

 

Lá no fundo vê-se o Grand Palais.

 

 

 

Tour Eiffel 

 

E a bendita torre já dava ares de sua graça!

 

 

Mas como estávamos mesmo ao pé disto:

 

 

Invalides

 

 

 

... e estava no Top 10 de sítios a visitar, lá fomos nós.

 

 

Invalides

 

 

Invalides

 

 

Invalides

 

 

 

 

Janelas curtidas:

 

 

Invalides

 

 

Invalides

 

 

Invalides

 

 

E eis o Napoleão no seu poleiro:

 

 

Invalides

 

 

Invalides

 

 

 

 

A Igreja Saint-Louis des Invalides

 

 

Invalides

 

 

Invalides 

 

 

 

Continua...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Videl às 09:36

City Break - Paris 0.0

Domingo, 06.05.12

Há uns cinco anos que eu e a Maria tinhamos isto nos planos - apanhar o comboio em Bournemouth e ir até Paris - mas ou por falta de dinheiro e/ou tempo, adiou-se, adiou-se, adiou-se... até que POF! Foi desta!

 

O plano era ambicioso, pois os bilhetes mais baratos são aqueles com as horas menos convenientes possíveis... mas como somos moças valentes, uma data de horas de espera no chão de uma estação não nos assustou.

 

Após um longo dia de trabalho, foi chegar a casa, comer, fazer as malas e truca... apanhar o comboio para Londres.

 

Aqui vai uma foto no chuchu:

 

On the Chuchu!

 

 

Chegamos a Waterloo às 1:05 e o plano era apanhar o tube/autocarro (qualquer coisa) até King's Cross/St. Pancras e esperar, esperar, esperar pelo Eurostar (aka Eurochuchu).

 

A estação de Waterloo parecia que tinha levado com uma bomba em cima... um alvoroço d'um cabrão! Andaimes por todo o lado, malta pendurada a soldar, faíscas por todo o lado... isto em plena uma da matina! E tube? Cadê tube? Tinha fechado à 00:30. E o último autocarro tinha sido à 00:30 >_> ai ai ai.

(A culpa é dos Jogos Olimpicos!!)

 

 

Bem, só tínhamos duas hipóteses, andar (mas a vontade de carregar malas ao frio não era muita), ou então ir pedinchar ao taxista que nos levasse até lá, e rezar para ele não se aproveitar e dar umas voltinhas extra.

 

O Sr. taxista disse que devia sair a umas £20 (coisa normal para Londres à noite). O taxista revelou-se muito simpático, conversador e curioso (como a maioria dos taxistas em Londres). Lá se queixou que teve a noite toda em Waterloo e que o nosso comboio era o último e que nem uma volta fez... quando se trabalha para um patrão e recebe-se um ordenado, tanto faz trabalhar ou não... mas quando se trabalha por contra própria é como se tivesse trabalhado sem ter sido pago.

 

Foi honesto e foi directo para St. Pancras e só nos cobrou £15 (à noite o taxímetro é muito liberal). Ainda nos mostrou onde eram as portas para fazer o check-in e os cafés que estavam abertos 24 horas. Deve ter tido pena nossa, pois o comboio era só às 5:40...  tínhamos quatro horas e tal de espera pela frente.

 

 

 

Os bancos da estação são tão desconfortáveis, e os encostos de braço/separadores não deixam uma pessoa se encostar como deve de ser. Encontramos uns quantos espojados no chão, outros com as costas no banco, as pernas nas malas e o cu suspenso. Outros passaram a vedação do Yo!Sushi (restaurante Japonês na estação) e esconderam-se entre as booths e deitaram-se nos sofás - espertos!

 

Estava frio na estação, e embora St. Pancras tenha montes de lojas, restaurantes e cafés, às duas da matina estávamos limitadas a Starbucks ou Costa.

(Starbucks ganha sobre Costa todos os dias - café queimado, não obrigado!)

 

Lá pedimos dois skinny lattes para nos aquecer, e para ninguém nos chatear por usar o estabelecimento como sala de espera (não éramos as únicas na mesma situação).

 

 

Starbucks

 

 

Ficamos na palheta uma data de tempo, só abalamos quando se aproximou a hora do check-in... tínhamos o cú severamente dormente!

 

O check-in para o Eurostar é muito mais relaxado do que para um voo - mas mesmo assim temos de despejar bolsos, despir casacos, passar por detectores... e no caso da Maria apanhar uns valentes apalpões.

 

A sala de espera é bastante confortável, a maioria dos empregados eram Franceses (deve sair mais barato pagar ordenados em €€ do que em ££ ??).

 

Estava quase!

 

 

Waiting for the Eurostar 

 

 

 

Quando a gate abriu, lá entramos no Eurochuchu! YAY!

 

 

Eurostar

 

 

 

A estação tem os anéis olímpicos lá no alto... já se nota que os Jogos Olímpicos estão quase a chegar! É uma pena viver aqui tão perto e não ter hipótese de ver nada.

 

 

Olympic Rings

 

 

 

A nossa carruagem era a 18 - o que acabou sendo a 'cabeça' do comboio. Aquilo é um monstrinho e é surpreendentemente longo.

 

Quando marcamos bilhetes, o sistema arranja os pares automaticamente em lugares opostos com uma mesita no meio.

 

 

Untitled

 

 

Os bancos eram confortáveis e tinham uns apoios de cabeça bacanos, que me protegeram da baba do meu vizinho Americano, que estava a dormir e a dar umas pendidelas valentes para o meu lado.

 

A Maria conseguiu dormir no comboio para Londres e no Eurostar... eu, por mais que tentasse, está quieto! Estava de pé há mais de 26 horas, mas mesmo assim o João Pestana não queria nada comigo.

 

Ao fim de cerca de uma hora, entramos finalmente no Eurotunel. Eis a banda sonora escolhida durante a travessia do Canal da Mancha:

 

 

 

 

 

Demorou só cerca de 20 minutos até sairmos do outro lado do mar. 

 

Deu logo para notar diferenças nas casitas, vegetação e o terreno é muito mais plano.

 

Dizem que o Eurostar atinge velocidades de 300 km/h... sinceramente, não se nota (uma pena!)

 

 

Enquanto a Maria dormia e babava-se para cima da mão, eu apreciei a vista e li. 

 

Comboio é dos meus meios de transporte preferidos (talvez por que é o único onde posso ler sem ficar com uma valente dor de cabeça!). Também gosto de andar de avião, mas a pressão e as dores nos ouvidos deixam-me K.O. por isso perde pontos!

 

 

 

Chegamos a Paris Gare du Nord em boa hora... próxima paragem, hotel para descarregar as malas!

 

 

 

 

 

(Não percam o próximo post, porque nós também não!)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.4

Quinta-feira, 06.05.10

Bem atrasado... mas como eu detesto deixar coisas por fazer. Aqui fica a conclusão do city break na Suiça. Mais vale tarde do que nunca!

 

 

 

24 de Fevereiro 2010

 

Hoje foi um dia calmo. O Ramos tinha um reunião no hospital por isso acourdou-se um pouco mais tarde e almoçou-se em casa... Uma criação gastronómica de autoria dele (!) Estava bom :P

 

Obviamente eu não pude ir com ele, então lá fiquei eu por minha conta a explorar Neuchâtel. Precisava de trocar umas quantas libras e queria trocar postais.

Parei no posto de turismo, onde ap+is desculpar-me pelo meu mau francês lá falei inglês com a senhora. Pensei que fizessem cambio nos correios (que era logo ao lado), mas não... só no banco. Lá ganhei um mapa com umas cruzes a indicar os bancos e lá fui eu.

 

No banco... bem o senhor do balcão assim já para o velhote não falava inglês, mas também não houve problema, que eu com o meu francês ruinzito safei-me e ainda recebi um elogio que falava muito bem... LOL! Acho que ficou contente por eu andar ali a esforçar-me, eu também ficaria se estivesse no lado deles. Ainda mais que devo ter passado por inglesa, e esta malta aqui é preguiçosa para falar não-inglês.

 

Já com francos suíços, parti em busca de postalitos. Comprei uma data deles! Escrevi um para os pais e um para mim e para a Maria.

 

Passeei (escreve-se assim?) pelo centro da cidade, quando encontrava postais parava... não sou moça de compras nem lojas de roupa, por isso em pouco sítio entrei. Entrei na 'CASA' (cá não há) e a loja cheira ao mesmo em todo o mundo, entrei em dois supermercados, tinham umas chouriças parecidas às nossas.

Comprei um bolo... o meu bolo favorito da Suiça! Batonette au vanille! Ca bom! Mas também não provei muitos mais :P

 

Infelizmente pouco tempo depois começou a chuver. Eu como não me afecta andar à chuva, lá continuei... andei pelos passeios à beira do lago.

 

 

Os patinhos.

 

 

 

Fui comprar selos... andei, andei.. andei, até que 2h30m depois fartei-me de andar à chuva e rumei até ao hospital que eu tinha visto um café à entrada.

 

Acacaba de chegar ao hospital, a reunião acabou e ele tava safo, granda timing!

 

Fomos até ao centro comercial que fica por baixo do estádio do NeuchÂtel Xamax. Não é muito grande e basicamente só tem lojas de roupa e acessórios. No entanto, tem lá um supermercado grandote, onde comprei queijo e os chocolates da praxe! (A chocolátra da Maria matava-me se eu não lhe levasse chocolates). O Raminhos aproveitou para abastecer a cave com Sagres pois estava em promoção.

 

O mais curioso no supermercado foi sem sombra de dúvida os carrinhos.

 

´

 

 

A foto não mostra bem, mas aquela coisa cinzenta espetada no lado esquerdo é uma lupa. Mas que ideia genial! Isto dava um jeitaço para a minha mãe que está a ficar vesga :P (mãe, arranja uns óculos decentes e deixa de usar os do chinês SFF!!). Não chamando a minha mãe de velha (que ela não o é), isto é muito bem pensado para a velhada! É bastante frequente as velhotas lá me perguntarem o preço das coisas, ou se aquele arroz é de cozedura rápida ou não. Pois, trau! Lupa com elas, letras gigantes! Facilitava-lhes a vida... mas eu cá acho é que elas gostam mesmo é de meter conversa e de companhia. Eu não me importo que eu gosto de velhotes, e as velhotas britânicas são um espectáculo! (as de Portugal também são fixes).

 

À noite havia janta do serviço do Raminhos, na associação portuguesa, e eu fui também.

 

Com um bitoque porque me estava a apetever, o Raminhos comeu polvo, que tinh um aspecto do outro mundo e para a próxima (se houver próxima lol), é o que vou pedir de certeza absoluta... mas então, estava-me a apetecer bitoque! 
Também marchou uma Sagres, um copo de Mateus rosé e sobremesa foi um doce do chege.

 

Comi melhor nestes quatro dias em restaurantes daqui do que em quase toda a minha estada em Inglaterra. Doses muito bem servidas (demasiado até para o que estou habituada a comer) e o preço muito em conta. 
Ir ao restaurante onde vivo (sem ser o japonês, coreano ou chinês), saí caríssimo. Num restaurante italiano por exemplo, um bife custa por volta das £28 (só o bife)... aqui, um jantar com bebdia e sobremesa ronda as £15 (pelo menos onde fui). Epá... não acho NADA caro!

 

Vi um pouco de RTPInternacional, aquilo na Madeira está mesmo um pandemónio... fiquei de boca aberta quando vi as imagens na net. Tenho que ver como estão as famílias dos meus colegas madeirenses lá do trabalho.

 

Enfim, hoje é a minha última noite na Suíça. Amanhã saímos de manhãinha para Genebra que tenho um avião a apanhar.

 

Assim que aterrar em Bournemouth vou firectamente para a uni que tenho uma aula de Biologia molecular forense... que é difícil que nem cornos!

 

À bientôt Suisse!

 

-----

 

 

E foi assim, não escrevi mais nada... mas ainda tirei umas quantas fotos depois.

 

 

 


 

Que venha o próximo city break!!!!!!!!!

 

 

E pronto, agora que já tirei isto do caminho... a ver se os posts voltam à (a)normalidade do costume!

 


 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Videl às 13:51

City Break 1.22

Domingo, 28.02.10

Tive uma bela hemorragia nasal que durou 10 minutos a correr a pingo... porque raio é que eu dei numa de Tartaruga Genial? Eu juro que não estava a ver nada perverso!!!

 

Enfim... Já estou em Bournemouth, mas vou continuar a transcrever o que tinha no meu cadernito e por fotos durante os próximos dias.

 

 

 

22 Fevereiro 2010

 

Para desmoer o almoço, havia uma cache no topo do monte Vully que é uma terra onde tem montes de parreiras... como havia uma cache no topo e de lá dava para se ver o lago Morat, lá subimos...

 

 

 

 

Ouch!

 

 

 

 

 

Uma casa de férias de alguém... vista fenomenal para o lago e para os Alpes.

 

 

Do topo vê-se isto.

 

 

A subida foi assim para o doloroso, especialmente porque estava empaturrada do almoço. O meu estômago já não aguenta barrigadas destas. 

Desceu-se bem, e seguimos caminho.

 

Passamos por uma data de vilazitas e fomos caçar outra cache, esta em Münchenwiler, que já fica no cantão de Bern. Esta foi sacana, que entretanto ficámos com o carro atolado. Trás, frente, pedras, tábuas, couves... enfim. Aquilo conseguiu-se tirá-lo, para depois enfiá-lo num sítio ainda pior.

 

 

Desta consegui eu safar-me... só para depois o atolar ainda mais! lol Se o carro não fosse com tracção atrás, não tinha havido problemas nenhuns!

 

 

Lá foi o Raminhos buscar um paysan (agricultor!) que nos foi ajudar com o seu tractor. Por isso, senti em primeira-mão a boa vontade dos Suíços... não são só simpáticos e dizem bon appétit.

Na altura pensávamos que ainda estávamos numa zona onde falavam Francês, como o nome da vila indica (sabíamos lá o nome da vila na altura lol), falavam Alemão. Felizmente o velhote falava Francês e eles lá se entenderam.

O Raminhos foi o relações públicas, eu a Colin McRae de serviço!

 

Agora que já passou foi divertido... fica-se com uma história para contar, e ainda dei umas valentes aceleradelas no BM, que também precisa!

 

Regressamos a Neuchâtel com o carro todo cagado e nós também.

 

 

Assim que começamos a subir, a temperatura desceu bastante e agora está um lombinho de porco com batatinhas a assar no forno.

 

--

 

Ficou assim:

 

 

Para sobremesa foi um creme de baunilha que a Maria adora. 

 

MARY!!! HEAVEN IS IN SWITZERLAND! THEY HAVE HUGE POTS OF THAT NICE VANILLA THING LIDL SELLS!!!

 

 

**DIES**

 

 

NOW JUST TO MAKE YOU JEALOUS ;)

 

 

 

Au revoir, à demain!!!

 

 

----

 

Ainda tenho mais 2 dias para relatar... isto está a demorar mas vai-se lá. A vantagem de ter-me portado bem e escrever no meu 'diário de bordo', já me tinha esquecido de cenas que aconteceram! Ai, o PDI!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.21

Quarta-feira, 24.02.10

22 Fevereiro 2010

 

Dormi que nem um calhau! Nevou durante a noite e as nuvens estavam mais baixas do que ontem.

 

 

 

 

Fomos ao supermercado 'coop'.

 

 

 

Um supermercado normal... coisas a notar: montes de variedade de queijos, toda a carne é embalada em vácuo e as embalagens estão penduradas. Gostei de embora não fosse um supermercado muito grande, para além das carnes do costume também vendia carne de avestruz e cavalo. Também tinha línguas de vaca embaladas! Eu tenho andado com apetites de comer língua de porco estufada... mas lá para os meus lados, tenho que quase ir ao matadouro para arranjar uma. Tenho que ir ao talho pedinchar uma lá ao homem.

 

Ah! O supermercado também tinha uma secção portuguesa o que não é de estranhar pois toda a gente sabe que há uma data de tugas aqui. Tinha lá nestum, cerelac, tremoços, azeitonas, chispalhada e salsichas da nobre, bolacha Maria, sagres e super bock.

 

Comprámos comidinha para a janta de hoje e pequeno almoço. Comi uma batonette au vanille, que é uma maravilha e quero mais!!

 

Fomos passear, usando as caches como desculpa para ir para o meio do mato e vilas pequenas.

 

 

 

Uma quinta com uns desenhos.

 

 

 

 

 

Saímos de Neuchâtel e entrámos no cantão de Bern, onde dá logo para ver diferenças nas casas.

 

 

 

Os gaiatos vão para a escola sozinhos ou em grupo, com uns reflectores ao pescoço. Fiquei parva... seria inimaginável deixar catraios novitos a andar assim sozinhos lá onde vivo. Até mesmo em Portugal não sei se deixava... se fosse há 20 anos atrás não tinha problema nenhum, mas nos dias de hoje... enfim, pelos vistos a malta aqui sente-se segura o suficiente para deixar os miúdos à solta, e ainda bem!

 

 

 

 

 

Apita o comboio...

 

 

 

Fomos para o meio das hortas.
Aqui na foto está uma casa onde se guarda palha.

 

 

 

E aqui aparentemente é a casa de um cavalo.

 

 

Entrámos no cantão de Friburgo. Na foto já se consegui ver o Mont Vully.

 

 

 

Parámos para almoçar, comeu-se esparguete à bolonhesa (normalmente os pratos do dia de do restaurante costumam ser coisas mais típicas, mas como era segunda-feira o chefe devia estar preguiçoso). Aqui têm o hábito de comer salada como entrada com French dresing. Estava tudo muito bom, e as doses eram assim para o gigante e não se consegui comer tudo.

 

Gostei muito de ver duas velhotas, que provavelmente não tinham nada mais para fazer, a almoçar e a por a prosa em dia. Sem nos conhecer de lado nenhum, soltam uns alegres bon appétit! e au revoir! quando saíram.

Segundo o Raminhos toda a minha gente se cumprimenta uns aos outros, o que eu acho bastante simpático e muito mais agradável do que andar de trombas no chão... mas isso sou eu que sou uma pateta alegre, amiga do mundo... isso ou então já estou farta de andar lá pela minha zona onde evitar contacto visual é necessário para sobreviver (pois ou depois pedem-nos dinheiro ou perguntam se quero substâncias ilícitas ou então quanto cobro! lol).

 

Continua no próximo post.

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.14

Terça-feira, 23.02.10

21 Fevereiro 2010 (continuação)

 

Em Neuchâtel, fomos até à esplanade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estes barcos atravessam o lago até localidades da outra margem.

 

 

O edifício atrás do barco é dos correios.

 

 

Um museu.

 

 

Uma das paredes da praça 12 de Setembro, que fez parte da Expo.02.

 

 

E para quem jogou Mass Effect... OMG, é a Liara!!

 

 

Mais casas na encosta.

 

 

Umas fotos lá de cima.

 

 

 

E eis dois travel bugs lindissimos... um deles vai passear até Inglaterra :)

 

 

Terminamos o dia na Associação Portuguesa assim:

 

 

Tal como nos bons velhos tempos de bombeiros!

 

E foi assim o meu primeiro dia na Suiça.

 

À demain!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.13

Terça-feira, 23.02.10

Para os posts não ficarem muito grandes e porque também não quero desperdiçar a madrugada a postar, vou dividir isto por partes.... muito provavelmente só acabo de contar as aventuras quando já estiver em casa.

 

Mas enfim, continuando.

 

 

Saímos de Tête de Ran, e voltamos para Vue des Alpes.

 

 

Que supostamente dá para ver os alpes, e tem um mapa que dá para ver o nome e a altitude de cada pico...

 

 

Mas como estiveram a limpar a neve do parque, a vista que tinhamos do miradouro era esta:

 

 

Só dava para avistar uma parte.

 

 

Fizemos outra cache.

 

 

 

E visto termos subido... e subido, obviamente que também descemos.

 

 

E descemos...

 

 

 

Um dos muitos túneis que há por aqui.

 

 

 

Descemos até Neuchâtel, fomos ver o lago e descobrir mais caches.

 

 

A água estava gelada... e não literalmente.

 

 

 

 

 

 

 

 

Havia um TB hotel lá perto, então lá fomos.

 

 

 

Tiramos de lá um, e pusemos este:

 

 

Lá também estava uma estação meteorológica bastante original.

 

 

 

Agarrado ao papel, está uma pedra pendurada com uma linha.

O meu Francês não é grande coisa... mas traduzindo assim à pressão se a pedra estiver seca, está bom tempo. Se tiver molhada está de chuva. Se tiver branca em cima, neve. Se a pedra estiver a deitar fumo, calor depois de tempestade. Pedra quieta, sem vento. Pedra que balança, vento ligeiro. Pedra que roda, tempestade. Pedra invisivel, nevoeiro. Pedra caída, tremor-de-terra.

 

Segundo o Raminhos, uma boa demonstração de humor Suisso.

 

Mais uma foto do lago Neuchâtel.

 

 

As casitas na encosta.

 

 

 

O hospital onde o Raminhos trabalha... mais parece um hotel!

 

 

Uma ruazita, com uma igreja terracota!

 

 

Como está quase tudo fechado ao Domingo e já estava a ficar tarde, fomos almoçar a essa grande instituição que é o MacD's.

 

 

 

 

Aqui também têm saladas como acompanhamento.... coisa que eu gostava que o meu lá tivesse.

 

Curioso é o código no final do recibo.

 

 

Para ir à casa de banho precisamos de um código para abrir a porta! Uma boa ideia para evitar não pagadores de encherem a fossa (ou então irem para lá espetar as agulhas - embora ache que por estes lados não haja muito disso).

 

Lá continuamos o passeio.

Aqui está a estátua de alguém importante na história de Neuchâtel.

 

Duvido que tenha sido por andar com uma garrafa de Martini na mão.

 

 

 

Continua no próximo post.

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.12

Terça-feira, 23.02.10

21.Fevereiro.2010 - parte II

 

Salut!

 

No post anterior esqueci-me de dizer que em Genebra estavam 0.5ºC e quando chegamos a Neuchâtel etavam -6ºC... a diferença que uns quantos de metros de altitude faz. Já agora, a suibida até Boudevilliers (que é onde ele vive) é muito fixe... um bocado para o perigosa com o gelo, mas fora isso digna de um test drive pelos amigos do Top Gear.

 

Dormi bem. Embora tenha demorado algum tempo a 'ganhar' sono - 50 páginas do meu livro trataram do assunto. Já passavam das 3 e tantas quando fechei os olhos. Sei disto porque mesmo ao lado tenho uma igrja que como igreja a sério que é, tem um sino que dá badaladas, mesmo depois da meia-noite e mais nada!!! É assim que deve ser, não é por a malta estar a dormir que as horas deixam de passar. Não me incomoda e até traz memórios dos tempos do bairro operário onde cresci.

 

Coisas que averiguei até ao momento na Suiça, as igrejas tal como na Inglaterra têm campas nas traseiras, a água da torneira sabe bem. As casas também não têm bidet, as estradas estão cheias de radares - e ontem a caminho de casa um gajo à nossa frente foi catado. As tomadas são estranhas, os interruptores de luz têm uma tomada por baixo.

 

Assim que a claridade começou a entrar pelo quarto, curiosa fui à janela... e:

 

 

wow

 

 

Não... não era do cemitério que eu estava a falar quando disse que a vista era de cortar a respiração.

 

 

 

A varanda:

 

 

Eu não sei o que vocês acham... mas eu acho este manto branco lindíssimo.

 

A padaria fica a uns míseros minutos de casa, então lá fomos comprar pão... claro que fui de camera em riste!

 

 

 

 

 

 

 

 

Acho as casitas bem giras.

 

Na padaria não se comprou só pão, mas também se comprou o pequeno-almoço:

 

 

 

Uns croissants, e uns pain aux chocolat - praliné e chocolate escuro. Bem bom.

 

Como o dia aparentava estar bonito, fomos passear. Saímos de Bouevilliers e subimos...

 

 

... subimos...

 

 

.... e continuamos a subir...

 

 

... acho que ficaram com a ideia.

 

 

 

 

Subimos muito. Passamos por Vue des Alps, mas continuámos.

 

 

Começou-se a ver esquiadores.

 

 

 

Finalmente chegamos a Tête-de-Ran.

 

 

E depois surgiu o segundo wow da manhã.

 

 

Aquilo lá ao fundo sao os Alpes.

 

 

A foto não faz justiça à vista.

 

 

 

 

Aproveitamos e fizemos uma cache... Para quem não sabe o que é geocaching, informe-se aqui ou então aqui. Quem tiver preguiça de ir ver o que é, pense em caça-ao-tesouro sem tesouro.

 

 

Aqui fica a foto da webcache.

 

 

Seguiu-se rota. Na foto não dá para ver bem, mas ali vão dois trenos puxados por canitos que iam com uma bisga fenomenal.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.0 e 1.11

Domingo, 21.02.10

20.Fevereiro.2010

 

Ao fim de praticamente 25 anos de vida, ofereci a mim mesma um city break...

 

Meus amigos, durante quatro noites vou deixar este tempo Britânico horroroso (hoje a manhã esteve bem fria mas o sol brilhava, tudo para horas depois começar a cair bolas de gelo que de certeza deixaram 'galos' na minha tolinha). Frio, chuva, blargh!

 

... E o que é melhor que frio? A resposta é MUITO FRIO! Tanto frio, que não caí chuva nem gelo. Um sítio que tem neve a montes e sabe lidar com ela. Eu gosto de neve, só não gosto é de neve na Inglaterra... onde todo o mundo entra em pânico, fecham ruas, param o trânsito, deixa de haver pão e leite nos supermercados por causa de uns míseros centímetros de neve. Que idiotice... gastem uns £kk que resolvem o assunto... mas não! 'Isto foi só este ano, para o ano já não neva' dizem eles. Engraçado, pois disseram exactamente o mesmo o ano passado e este ano não só foi pior, como está a ser o Inverno mais rigoroso desde há 30 anos.

 

Embora esteja atulhada de trabalho... este passeio, ou era agora ou nunca. Em Março não dá, em Abril muito menos e Maio é para esquecer...  (e depois se correr tudo bem acabo o curso e não sei por onde me enfio) então aceitei um convite com quase três anos e vou ver o Raminhos à Suiça!

 

 

 

Dinheiro de Monopólio.

 

 

 

 

Antes que perguntem, opá... mas que raio vais tu fazer à Suiça?
Pois... eu também não sei muito bem. Ver as vacas, comer queijo, comprar chocolates e postais?! Opá, nem que fosse olhar para tinta a secar, tudo me soa melhor do que estar aqui em Bournemouth. E a £50 o bilhete de ida e volta, que me põe naquelas bandas em 1h20 de voo, que mais quero eu?

 

O aeroporto de Bournemouth é uma anedota, a zona de duty free parece uma loja do Chinês com duas prateleiras corridas dentro de um caixote. Todo o aeroporto é um armazém desmontável. Quem fala mal do aeroporto de Faro devia ver este! Em Portugal a ASAE não permitiria isto de certeza. Já não voo daqui desde 2007, e se na altura o aeroporto estava em obras... agora é um autêntico ground zero por dentro com uma pala na entrada para disfarçar.

 

(Boa! o voo está atrasado 1h30m >_>)

 

Acho que me vai fazer bem o descanso, quem sabe fico motivada para enfrentar a recta final do curso (isto este ano está a custar-me TANTO!)... embora o mais provavél é ficar ainda mais preguiçosa! :P

 

O Raminhos é outro emigras igual a mim... well, parecido. Fomos os dois bombeiros em Lagos, ambos estudámos enfermagem, ele acabou o curso e eu não... ambos saltámos pela janela e ele foi parar à Suiça. Fez ele muito bem, que agora já tenho uma desculpa para ir passear e riscar um dos países da lista (SIM, que um dia eu dou uma volta ao mundo!)

 

Por isso... espero que ele seja melhor guia do que eu fui quando ele me foi visitar (na altura não deu para fazer nada de jeito e tinha um carro emprestado que o meu estava na oficina - Raminhos, se voltares eu prometo que te levo a ver coisas pipis!). Espero que ele me leve a sítios prilimpimpim para eu tirar muitas fotos e por aqui.

Se não por aqui fotos a culpa é dele e se quiserem dou-lhes o e-mail para apresentarem queixa formal!

 

(transcrito do escrevinhado que fiz no aeroporto de Bournemouth).

 

 

-----

 

21.Fevereiro.2010

 

Já cá estou... cheguei com duas horas de atraso, pois aparentemente o tráfico aéreo em Geneva estava brutal - época de skii - e depois caiu um nevoeiro fenomenal em Bournemouth que não se via ponta. Assim que aterrei em Geneva, estava lá o coitado do Raminhos que tal como eu apanhou uma brutal seca. Chegamos a Neuchâtel eram quase uma da manhã (acho).

 

Agora, acabei de acordar e estou rodeada de uma paisagem lindíssima... de cortar a respiração mesmo (fotos no próximo post).

 

Ah! Já falei Francês.... boa noite e obrigado ao homem que me checkou o passaporte! Gosh, senti-me mesmo inteligente! LOL

 

(Note-se, eu compreendo um cadinho de Francês, consigo ler razoavelmente (obrigado Canadá e mangas da Glénat!)... mas agora falar, está quieto! Tenho as palavras na minha cabeça, mas uma vergonha brutal! Acho que me safava melhor no Japão!)

 

Enfim... So far, so good :) Vamos ver como este meu primeiro dia na Suiça se passa!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031