Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Red Cliff

Quarta-feira, 17.06.09

Quarta-Feira é dia de cinema, agradece-se à Orange (rede operadora de telemóveis) que há anos que oferece um bilhete de cinema de borla na compra de um. É muito simples basta enviar a palavra 'film' para o número 241, segundos depois recebe-se uma mensagem no telemóvel com um código, mostra-se na bilheteira e já está.

 

É o único dia em que o grupo vai ao cinema visto sair muito mais barato... um bilhete para estudante ronda as £5.95 (auch), a carteira agradece a chance da divisão de tal valor por dois. Guloseimas e bebidas trazem-se sempre à sucapa de casa, é ridiculo pagar £4 por 1 litro de cola, e £3 por pipocas! (Sim, somos uma cambada de agarrados!)

 

Quando o trabalho estava mais calmo, mesmo estando à rasca de trocos, sempre mas sempre se ia passar a quarta à noite no cinema e ver o tal filme da praxe. Hoje tive sorte, tive uma folga 'forçada' visto o carro precisar de fazer revisão e inspecção, e como a oficina não fica nas redondezas lá teve que ser... não me ralei muito, fazia-me falta o mini-descanso e passei uma noite agradavel.

 

Hoje o grupo ficou reduzido a dois, eu e a Nat. O resto da malta ficou a relaxar ou em casa a ver o 'Shooting Dogs' (que ainda não vi, mas dizem que é bom). Ela escolheu o filme e como já tinha visto 'The Hangover', e  'Red Cliff' recebeu boas críticas e coiso e tal lá fomos matar a curiosidade... o Hangover fica para a próxima.

 

Enfim, tenho que admitir que não estava com grandes espectativas para o filme... mas hey, John Woo, o filme chinês mais caro até à data... tinhamos que ver! E então não é que eu gostei!!!

No ínicio ia apanhando um enfarte quando a narrativa começou em Inglês... mas momentos depois o alívio de ouvir Mandarin lá fez passar o pânico... Não sei se aguentaria 3 horas de dobragem americana xunga.

O filme tem certas falhas, nomeadamente continuidade e o facto de ser um filme com meio, meio e fim... mas fora isso, para quem gosta do género é quase flawless.

 

É épico e tem estratégias de génio (a formação tortoise e o 'rouba flechas' estão um espectáculo!) Proporciona uma enorme dimensão das coisas e paisagens muito nices.

Também tem o 'gostoso' do Takeshi Kaneshiro XD.

 

Adorei a banda sonora e achei-a familiar. Não foi surpresa quando vi que foi Taro Iwashiro quem tratou dela... ele tratou também da OST de Azumi e o Ishin Shishi e no Requiem, um filme de Rurouni Kenshin, e também de Onimusha 2 (entre mais uma data de coisas que não conheço). Gostei do trabalho e do desempenho da Tokyo Metropolitan Symphony Orchestra... (tenho que ver a segunda série de Nodame Cantabile >_>) A ver se me cruzo com a OST algures :P

 

Senti durante o filme uma vontade brutal de chegar a casa e jogar Dynasty Warriors, Suikoden II e até Age of Empires... e houve alturas em que parecia que estava a jogar e a ver a história de um jogo e não um filme.

 

Não recomendo a toda a gente, mas se gostarem do género.. força!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Videl às 23:41


2 comentários

De Angelo a 18.06.2009 às 07:24

Também eu gostaria de o ver... Mas em chinês com legendas em japonês é que não!

De Videl a 18.06.2009 às 11:44

Pois... para casos desses eu digo 'a internet é nossa amiga' :D

Comentar post