Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



City Break 1.22

Domingo, 28.02.10

Tive uma bela hemorragia nasal que durou 10 minutos a correr a pingo... porque raio é que eu dei numa de Tartaruga Genial? Eu juro que não estava a ver nada perverso!!!

 

Enfim... Já estou em Bournemouth, mas vou continuar a transcrever o que tinha no meu cadernito e por fotos durante os próximos dias.

 

 

 

22 Fevereiro 2010

 

Para desmoer o almoço, havia uma cache no topo do monte Vully que é uma terra onde tem montes de parreiras... como havia uma cache no topo e de lá dava para se ver o lago Morat, lá subimos...

 

 

 

 

Ouch!

 

 

 

 

 

Uma casa de férias de alguém... vista fenomenal para o lago e para os Alpes.

 

 

Do topo vê-se isto.

 

 

A subida foi assim para o doloroso, especialmente porque estava empaturrada do almoço. O meu estômago já não aguenta barrigadas destas. 

Desceu-se bem, e seguimos caminho.

 

Passamos por uma data de vilazitas e fomos caçar outra cache, esta em Münchenwiler, que já fica no cantão de Bern. Esta foi sacana, que entretanto ficámos com o carro atolado. Trás, frente, pedras, tábuas, couves... enfim. Aquilo conseguiu-se tirá-lo, para depois enfiá-lo num sítio ainda pior.

 

 

Desta consegui eu safar-me... só para depois o atolar ainda mais! lol Se o carro não fosse com tracção atrás, não tinha havido problemas nenhuns!

 

 

Lá foi o Raminhos buscar um paysan (agricultor!) que nos foi ajudar com o seu tractor. Por isso, senti em primeira-mão a boa vontade dos Suíços... não são só simpáticos e dizem bon appétit.

Na altura pensávamos que ainda estávamos numa zona onde falavam Francês, como o nome da vila indica (sabíamos lá o nome da vila na altura lol), falavam Alemão. Felizmente o velhote falava Francês e eles lá se entenderam.

O Raminhos foi o relações públicas, eu a Colin McRae de serviço!

 

Agora que já passou foi divertido... fica-se com uma história para contar, e ainda dei umas valentes aceleradelas no BM, que também precisa!

 

Regressamos a Neuchâtel com o carro todo cagado e nós também.

 

 

Assim que começamos a subir, a temperatura desceu bastante e agora está um lombinho de porco com batatinhas a assar no forno.

 

--

 

Ficou assim:

 

 

Para sobremesa foi um creme de baunilha que a Maria adora. 

 

MARY!!! HEAVEN IS IN SWITZERLAND! THEY HAVE HUGE POTS OF THAT NICE VANILLA THING LIDL SELLS!!!

 

 

**DIES**

 

 

NOW JUST TO MAKE YOU JEALOUS ;)

 

 

 

Au revoir, à demain!!!

 

 

----

 

Ainda tenho mais 2 dias para relatar... isto está a demorar mas vai-se lá. A vantagem de ter-me portado bem e escrever no meu 'diário de bordo', já me tinha esquecido de cenas que aconteceram! Ai, o PDI!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.21

Quarta-feira, 24.02.10

22 Fevereiro 2010

 

Dormi que nem um calhau! Nevou durante a noite e as nuvens estavam mais baixas do que ontem.

 

 

 

 

Fomos ao supermercado 'coop'.

 

 

 

Um supermercado normal... coisas a notar: montes de variedade de queijos, toda a carne é embalada em vácuo e as embalagens estão penduradas. Gostei de embora não fosse um supermercado muito grande, para além das carnes do costume também vendia carne de avestruz e cavalo. Também tinha línguas de vaca embaladas! Eu tenho andado com apetites de comer língua de porco estufada... mas lá para os meus lados, tenho que quase ir ao matadouro para arranjar uma. Tenho que ir ao talho pedinchar uma lá ao homem.

 

Ah! O supermercado também tinha uma secção portuguesa o que não é de estranhar pois toda a gente sabe que há uma data de tugas aqui. Tinha lá nestum, cerelac, tremoços, azeitonas, chispalhada e salsichas da nobre, bolacha Maria, sagres e super bock.

 

Comprámos comidinha para a janta de hoje e pequeno almoço. Comi uma batonette au vanille, que é uma maravilha e quero mais!!

 

Fomos passear, usando as caches como desculpa para ir para o meio do mato e vilas pequenas.

 

 

 

Uma quinta com uns desenhos.

 

 

 

 

 

Saímos de Neuchâtel e entrámos no cantão de Bern, onde dá logo para ver diferenças nas casas.

 

 

 

Os gaiatos vão para a escola sozinhos ou em grupo, com uns reflectores ao pescoço. Fiquei parva... seria inimaginável deixar catraios novitos a andar assim sozinhos lá onde vivo. Até mesmo em Portugal não sei se deixava... se fosse há 20 anos atrás não tinha problema nenhum, mas nos dias de hoje... enfim, pelos vistos a malta aqui sente-se segura o suficiente para deixar os miúdos à solta, e ainda bem!

 

 

 

 

 

Apita o comboio...

 

 

 

Fomos para o meio das hortas.
Aqui na foto está uma casa onde se guarda palha.

 

 

 

E aqui aparentemente é a casa de um cavalo.

 

 

Entrámos no cantão de Friburgo. Na foto já se consegui ver o Mont Vully.

 

 

 

Parámos para almoçar, comeu-se esparguete à bolonhesa (normalmente os pratos do dia de do restaurante costumam ser coisas mais típicas, mas como era segunda-feira o chefe devia estar preguiçoso). Aqui têm o hábito de comer salada como entrada com French dresing. Estava tudo muito bom, e as doses eram assim para o gigante e não se consegui comer tudo.

 

Gostei muito de ver duas velhotas, que provavelmente não tinham nada mais para fazer, a almoçar e a por a prosa em dia. Sem nos conhecer de lado nenhum, soltam uns alegres bon appétit! e au revoir! quando saíram.

Segundo o Raminhos toda a minha gente se cumprimenta uns aos outros, o que eu acho bastante simpático e muito mais agradável do que andar de trombas no chão... mas isso sou eu que sou uma pateta alegre, amiga do mundo... isso ou então já estou farta de andar lá pela minha zona onde evitar contacto visual é necessário para sobreviver (pois ou depois pedem-nos dinheiro ou perguntam se quero substâncias ilícitas ou então quanto cobro! lol).

 

Continua no próximo post.

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.14

Terça-feira, 23.02.10

21 Fevereiro 2010 (continuação)

 

Em Neuchâtel, fomos até à esplanade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estes barcos atravessam o lago até localidades da outra margem.

 

 

O edifício atrás do barco é dos correios.

 

 

Um museu.

 

 

Uma das paredes da praça 12 de Setembro, que fez parte da Expo.02.

 

 

E para quem jogou Mass Effect... OMG, é a Liara!!

 

 

Mais casas na encosta.

 

 

Umas fotos lá de cima.

 

 

 

E eis dois travel bugs lindissimos... um deles vai passear até Inglaterra :)

 

 

Terminamos o dia na Associação Portuguesa assim:

 

 

Tal como nos bons velhos tempos de bombeiros!

 

E foi assim o meu primeiro dia na Suiça.

 

À demain!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.13

Terça-feira, 23.02.10

Para os posts não ficarem muito grandes e porque também não quero desperdiçar a madrugada a postar, vou dividir isto por partes.... muito provavelmente só acabo de contar as aventuras quando já estiver em casa.

 

Mas enfim, continuando.

 

 

Saímos de Tête de Ran, e voltamos para Vue des Alpes.

 

 

Que supostamente dá para ver os alpes, e tem um mapa que dá para ver o nome e a altitude de cada pico...

 

 

Mas como estiveram a limpar a neve do parque, a vista que tinhamos do miradouro era esta:

 

 

Só dava para avistar uma parte.

 

 

Fizemos outra cache.

 

 

 

E visto termos subido... e subido, obviamente que também descemos.

 

 

E descemos...

 

 

 

Um dos muitos túneis que há por aqui.

 

 

 

Descemos até Neuchâtel, fomos ver o lago e descobrir mais caches.

 

 

A água estava gelada... e não literalmente.

 

 

 

 

 

 

 

 

Havia um TB hotel lá perto, então lá fomos.

 

 

 

Tiramos de lá um, e pusemos este:

 

 

Lá também estava uma estação meteorológica bastante original.

 

 

 

Agarrado ao papel, está uma pedra pendurada com uma linha.

O meu Francês não é grande coisa... mas traduzindo assim à pressão se a pedra estiver seca, está bom tempo. Se tiver molhada está de chuva. Se tiver branca em cima, neve. Se a pedra estiver a deitar fumo, calor depois de tempestade. Pedra quieta, sem vento. Pedra que balança, vento ligeiro. Pedra que roda, tempestade. Pedra invisivel, nevoeiro. Pedra caída, tremor-de-terra.

 

Segundo o Raminhos, uma boa demonstração de humor Suisso.

 

Mais uma foto do lago Neuchâtel.

 

 

As casitas na encosta.

 

 

 

O hospital onde o Raminhos trabalha... mais parece um hotel!

 

 

Uma ruazita, com uma igreja terracota!

 

 

Como está quase tudo fechado ao Domingo e já estava a ficar tarde, fomos almoçar a essa grande instituição que é o MacD's.

 

 

 

 

Aqui também têm saladas como acompanhamento.... coisa que eu gostava que o meu lá tivesse.

 

Curioso é o código no final do recibo.

 

 

Para ir à casa de banho precisamos de um código para abrir a porta! Uma boa ideia para evitar não pagadores de encherem a fossa (ou então irem para lá espetar as agulhas - embora ache que por estes lados não haja muito disso).

 

Lá continuamos o passeio.

Aqui está a estátua de alguém importante na história de Neuchâtel.

 

Duvido que tenha sido por andar com uma garrafa de Martini na mão.

 

 

 

Continua no próximo post.

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.12

Terça-feira, 23.02.10

21.Fevereiro.2010 - parte II

 

Salut!

 

No post anterior esqueci-me de dizer que em Genebra estavam 0.5ºC e quando chegamos a Neuchâtel etavam -6ºC... a diferença que uns quantos de metros de altitude faz. Já agora, a suibida até Boudevilliers (que é onde ele vive) é muito fixe... um bocado para o perigosa com o gelo, mas fora isso digna de um test drive pelos amigos do Top Gear.

 

Dormi bem. Embora tenha demorado algum tempo a 'ganhar' sono - 50 páginas do meu livro trataram do assunto. Já passavam das 3 e tantas quando fechei os olhos. Sei disto porque mesmo ao lado tenho uma igrja que como igreja a sério que é, tem um sino que dá badaladas, mesmo depois da meia-noite e mais nada!!! É assim que deve ser, não é por a malta estar a dormir que as horas deixam de passar. Não me incomoda e até traz memórios dos tempos do bairro operário onde cresci.

 

Coisas que averiguei até ao momento na Suiça, as igrejas tal como na Inglaterra têm campas nas traseiras, a água da torneira sabe bem. As casas também não têm bidet, as estradas estão cheias de radares - e ontem a caminho de casa um gajo à nossa frente foi catado. As tomadas são estranhas, os interruptores de luz têm uma tomada por baixo.

 

Assim que a claridade começou a entrar pelo quarto, curiosa fui à janela... e:

 

 

wow

 

 

Não... não era do cemitério que eu estava a falar quando disse que a vista era de cortar a respiração.

 

 

 

A varanda:

 

 

Eu não sei o que vocês acham... mas eu acho este manto branco lindíssimo.

 

A padaria fica a uns míseros minutos de casa, então lá fomos comprar pão... claro que fui de camera em riste!

 

 

 

 

 

 

 

 

Acho as casitas bem giras.

 

Na padaria não se comprou só pão, mas também se comprou o pequeno-almoço:

 

 

 

Uns croissants, e uns pain aux chocolat - praliné e chocolate escuro. Bem bom.

 

Como o dia aparentava estar bonito, fomos passear. Saímos de Bouevilliers e subimos...

 

 

... subimos...

 

 

.... e continuamos a subir...

 

 

... acho que ficaram com a ideia.

 

 

 

 

Subimos muito. Passamos por Vue des Alps, mas continuámos.

 

 

Começou-se a ver esquiadores.

 

 

 

Finalmente chegamos a Tête-de-Ran.

 

 

E depois surgiu o segundo wow da manhã.

 

 

Aquilo lá ao fundo sao os Alpes.

 

 

A foto não faz justiça à vista.

 

 

 

 

Aproveitamos e fizemos uma cache... Para quem não sabe o que é geocaching, informe-se aqui ou então aqui. Quem tiver preguiça de ir ver o que é, pense em caça-ao-tesouro sem tesouro.

 

 

Aqui fica a foto da webcache.

 

 

Seguiu-se rota. Na foto não dá para ver bem, mas ali vão dois trenos puxados por canitos que iam com uma bisga fenomenal.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

City Break 1.0 e 1.11

Domingo, 21.02.10

20.Fevereiro.2010

 

Ao fim de praticamente 25 anos de vida, ofereci a mim mesma um city break...

 

Meus amigos, durante quatro noites vou deixar este tempo Britânico horroroso (hoje a manhã esteve bem fria mas o sol brilhava, tudo para horas depois começar a cair bolas de gelo que de certeza deixaram 'galos' na minha tolinha). Frio, chuva, blargh!

 

... E o que é melhor que frio? A resposta é MUITO FRIO! Tanto frio, que não caí chuva nem gelo. Um sítio que tem neve a montes e sabe lidar com ela. Eu gosto de neve, só não gosto é de neve na Inglaterra... onde todo o mundo entra em pânico, fecham ruas, param o trânsito, deixa de haver pão e leite nos supermercados por causa de uns míseros centímetros de neve. Que idiotice... gastem uns £kk que resolvem o assunto... mas não! 'Isto foi só este ano, para o ano já não neva' dizem eles. Engraçado, pois disseram exactamente o mesmo o ano passado e este ano não só foi pior, como está a ser o Inverno mais rigoroso desde há 30 anos.

 

Embora esteja atulhada de trabalho... este passeio, ou era agora ou nunca. Em Março não dá, em Abril muito menos e Maio é para esquecer...  (e depois se correr tudo bem acabo o curso e não sei por onde me enfio) então aceitei um convite com quase três anos e vou ver o Raminhos à Suiça!

 

 

 

Dinheiro de Monopólio.

 

 

 

 

Antes que perguntem, opá... mas que raio vais tu fazer à Suiça?
Pois... eu também não sei muito bem. Ver as vacas, comer queijo, comprar chocolates e postais?! Opá, nem que fosse olhar para tinta a secar, tudo me soa melhor do que estar aqui em Bournemouth. E a £50 o bilhete de ida e volta, que me põe naquelas bandas em 1h20 de voo, que mais quero eu?

 

O aeroporto de Bournemouth é uma anedota, a zona de duty free parece uma loja do Chinês com duas prateleiras corridas dentro de um caixote. Todo o aeroporto é um armazém desmontável. Quem fala mal do aeroporto de Faro devia ver este! Em Portugal a ASAE não permitiria isto de certeza. Já não voo daqui desde 2007, e se na altura o aeroporto estava em obras... agora é um autêntico ground zero por dentro com uma pala na entrada para disfarçar.

 

(Boa! o voo está atrasado 1h30m >_>)

 

Acho que me vai fazer bem o descanso, quem sabe fico motivada para enfrentar a recta final do curso (isto este ano está a custar-me TANTO!)... embora o mais provavél é ficar ainda mais preguiçosa! :P

 

O Raminhos é outro emigras igual a mim... well, parecido. Fomos os dois bombeiros em Lagos, ambos estudámos enfermagem, ele acabou o curso e eu não... ambos saltámos pela janela e ele foi parar à Suiça. Fez ele muito bem, que agora já tenho uma desculpa para ir passear e riscar um dos países da lista (SIM, que um dia eu dou uma volta ao mundo!)

 

Por isso... espero que ele seja melhor guia do que eu fui quando ele me foi visitar (na altura não deu para fazer nada de jeito e tinha um carro emprestado que o meu estava na oficina - Raminhos, se voltares eu prometo que te levo a ver coisas pipis!). Espero que ele me leve a sítios prilimpimpim para eu tirar muitas fotos e por aqui.

Se não por aqui fotos a culpa é dele e se quiserem dou-lhes o e-mail para apresentarem queixa formal!

 

(transcrito do escrevinhado que fiz no aeroporto de Bournemouth).

 

 

-----

 

21.Fevereiro.2010

 

Já cá estou... cheguei com duas horas de atraso, pois aparentemente o tráfico aéreo em Geneva estava brutal - época de skii - e depois caiu um nevoeiro fenomenal em Bournemouth que não se via ponta. Assim que aterrei em Geneva, estava lá o coitado do Raminhos que tal como eu apanhou uma brutal seca. Chegamos a Neuchâtel eram quase uma da manhã (acho).

 

Agora, acabei de acordar e estou rodeada de uma paisagem lindíssima... de cortar a respiração mesmo (fotos no próximo post).

 

Ah! Já falei Francês.... boa noite e obrigado ao homem que me checkou o passaporte! Gosh, senti-me mesmo inteligente! LOL

 

(Note-se, eu compreendo um cadinho de Francês, consigo ler razoavelmente (obrigado Canadá e mangas da Glénat!)... mas agora falar, está quieto! Tenho as palavras na minha cabeça, mas uma vergonha brutal! Acho que me safava melhor no Japão!)

 

Enfim... So far, so good :) Vamos ver como este meu primeiro dia na Suiça se passa!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ah Ganda Amy!

Sábado, 20.02.10

 Amy Williams quebrou o jejum e trouxe uma medalha de ouro para casa :D

 

É que nem um foguete, vejam aqui!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Videl às 12:59

Bolo!

Sábado, 13.02.10

Há quase dois anos que não fazia um bolo... mas como amanhã (ou hoje) é dia de festa - a Carolina faz anos - achei que estava na hora de quebrar o jejum. 

 

A ideia era fazer o bolo à tarde para ir ainda quentinho... mas os planos de Sábado foram por água abaixo, pois tal como hoje, andei com a Hiko à caça de hotel, castelo e mais não sei o quê... e é tudo muito 'benito', mas é tudo tãaaaaao caro, enfim. A caça continua. Daqui a 4 horas estou de abalada para Weymouth para seguirmos para Sherborne para estar lá antes das 10 da manhã para ir falar com uma harpista e ver mais castelos, hotéis, etc. Então e o tempo para fazer o bolo... pois! 

 

Acabei o bolo ainda agora... e tenho a casa a cheirar que é uma maravilha! Confesso que estava com medo que não saísse bem, pois não faço bolos há bastante tempo, nem nunca tinha usado este forno para fazer bolos.

 

Decidi tirar umas quantas fotos, e embora não ponha aqui a receita (eu aldrabo sempre, independentemente das vezes que faça o mesmo bolo), as fotos ficam assim a jeito de tutorial passo-a-passo.

 

Bolo de limão da Videl (o meu "pride-and-joy" dos bolos!)

 

 

Primeiro preparou-se a forma, que a minha mãe enviou por correio (juntamente com uns chinelos) há uns anitos :D Nunca encontrei uma forma destas por estas bandas... 

 

 

Farinha, açúcar, sal.

 

 

Fermento em pó, Bicarbonato de soda.

 

 

Junta-se tudo numa tigela grande.

 

 

Espreme-se umas duas laranjas.

 

 

Se forem daqui se calhar são precisas mais... meia 'cup' chega.

 

 

Espreme-se dois limões (limões daí basta um, um e meio).

 

 

 

Juntam-se os sumos à mistura de farinha na tigela.

 

 

Adiciona-se óleo vegetal.

 

 

 

Ovos.

 

 

 

Mistura-se tudo bem, até estar tudo homogeneizado (é assim que se escreve, right?) e começar a fazer 'bolhinhas'.

 

 

A textura fica tipo isto: 

 

 

Deita-se na forma, deixar algum espaço para o bolo não sair para fora (ele cresce!)

 

 

Apresento o Salazar, vítima de uma pancakes night com a Maria, que aprendeu que isto não serve para fazer panquecas. É um sobrevivente este pobre coitado!

 

 

Fornito a 165ºC... que já deve estar pré-aquecido, e forno com ele.

 

 

Obviamente, em vez de limpar a bagunça...

 

 

... fui pró Wii Fit.

 

 

Este é o meu primeiro forno que tenho com vidro (o que dá um jeitaço!!), ao fim de 10 minutos, ele já estava deste tamanho!

(Tenho que limpar o forno... está bem cagadote, coitado!)

 

 

Depois de andar aos murros e a fazer hoola hoop e mais não sei o quê, o bolo já estava quase pronto... tenho ideia que ficou lá dentro uns 50 minutos, eu cá vou a olhómetro e a pauzinho, não me regulo por tempo.

Desliguei o forno, mas deixei o bolo ficar lá dentro enquanto fiz uma glaze/syrup (glacê/calda?) com açúcar em pó e sumo de limão.

 

 

Misturar bem.

 

 

Entretanto, o bolo saí cá para fora.

 

 

Hello cake!!

 

 

Espera-se um bocadinho coiso e tal... desenforma-se.

 

 

A altura é mais ou menos esta:

 

 

Depois, com uma colher de sopa, deitar o er... líquido (para não lhe chamar nomes) por cima e pelas bordas do bolo, cuidado para não deitar tudo à bruta. O bolo quentinho absorve tudo que é uma maravilha.

 

Fica assim:

 

 

Eh eh eh :D Pelos vistos ainda não perdi o jeito!

 

 

Aguardo ansiosamente por amanhã!

 

 

Só espero é que todos gostem do bolo (e que dê para todos!!!) :P

 

E foi assim que se inaugurou a Flat 6 Bakery, agora já ninguém me pára (com sorte começo a fazer bolos para vender outra vez :P)

 

 

(Como raio vou conseguir dormir com este cheirinho bom? É melhor arranjar maneira que daqui a nada estou atrás do volante!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

E mais um ano se passou...

Quinta-feira, 11.02.10

Por esta altura, há uns anitos atrás, estava eu a olhar para o tecto, enquanto estava deitada no que foi a minha primeira cama no Reino Unido. Havia poucas horas que tinha aterrado no aeroporto de Cardiff... e a única coisa que tinha certeza é que começava a trabalhar dali a dois dias.

Excusado será dizer que a noite foi passada em branco, apesar do cansaço da viagem... a solidão essa só veio uns tempos depois, quando a vida não andava lá grande coisa... mas já passou, e o que não mata torna-nos mais fortes.

 

Hoje... aqui estou deitada na minha quinta cama daqui, saliento que é a melhor até à data, e penso como estaria a minha vida senão tivesse ganho tomates e deixado tudo e todos para vir para aqui em busca de um futuro melhor... porque de facto, Portugal fechou-me as portas, então eu saltei pela janela.

 

Embora não me arrependa da decisão que tomei, por vezes fico irritada comigo mesma por não me contentar em passar o resto dos meus dias a trabalhar num restaurante, num supermercado ou numa loja... alguém um dia disse-me "ambição a mais não trás felicidade", ao que eu questiono, e o comformismo, traz??

Não sei se estou a usar a palavra bem, mas comformar-me que trabalho 40 horas (fora as outras que não são pagas) por semana e o ordenado não chega sequer para pagar o empréstimo da casa, que dita casa vai demorar 40 anos a ser paga, que vou passar o resto da minha vida com os tostões contados e ainda o facto de quanto mais se trabalha, mais o patrão exige, sem qualquer reconhecimento ou bónus pelo bom trabalho prestado... não acho lá muito sugestivo. Trabalho há quase meia vida e nunca tive um emprego em Portugal, por isso não tenho nada mais para comparar, acredito que haja patrões bons e justos em Portugal, eu é que nunca me cruzei com eles.

 

Mas depois penso, que se não fosse tão ambiciosa, estaria aí por terras Lusas, perto das pessoas que mais gosto no mundo... e não aqui, sozinha. Provavelmente sem curso, e com um trabalho de merda e em pulgas para 'saltar pela janela' ...

... ou quem saiba talvez não.

 

O tempo passa num instante, e estes anos embora tenham sido bem duros (ao contrário do que muitos pensam) passaram a correr... e embora sinta uma solidão diferente da que senti nas primeiras temporadas em Cardiff, e a vida ocupe o corpo e a mente, ainda tenho alturas como as de agora... em que odeio ser teimosa, casmurra, persistente, ambiciosa, pois acho que tornaria a minha vida muito mais fácil e com muitas menos chatices.

Talvez dê numa de semi-Freud :) por ter crescido a ver os meus pais a lutar por tudo o que pouco tinhamos, possa dizer que se calhar em parte a culpa é deles... e tenho que agradecer-lhes pois graças a isso sou desenrrascada e não desisto após encontrar o primeiro obstáculo (e todos os outros que o seguem).

... mas às vezes sinto que estou a gastar os melhores anos da minha vida a sacrificá-los, e que por mais que lute, nunca chegarei a lado nenhum.

 

Enfim, acho que chega de lamechices que isto nem parece ser coisa minha. 
Mas  hoje deu-me para este lado, e visto ser uma data com algum significado para mim decidi partilhar o que me vai na alma.

 

Basicamente, e para acabar isto de maneira menos introspectiva....

 

Hoje faz anos que sou emigrante a sério(*)!!!

E para comemorar tal evento, vou pegar no meu CD de Amália e andar a tocá-lo em altos berros enquanto conduzo nesta terra de loucos, intercalando com as buzinadelas características do condutor tuga, com um cachecol e uma bandeira Portuguesa a esvoaçar, enquanto apanho com neve nos cornos!

 


 

(*) emigrante a sério, porque quando fui com os meus pais para o Canadá era novita, e não tive oportunidade de ser emigras a 100%!

 

 

Acho que vou mas é fazer um bolo que não tenho sono nenhum!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estoirada!

Terça-feira, 09.02.10

Bem... acabei de sobreviver às piores duas semanas em três anos de curso (até à data!)

 

Sem exagerar, desde final de Janeiro até às 8 da manhã de ontem... que pouco ou nada tenho feito que não envolva papelada, trabalhos, tsunamis, arqueologia forense, DNA. Andei a dormir uma média de 3 horas por noite, acho que oficialmente dei cabo dos olhos (estão VERMELHOS!), e ainda tive duas crises de enxaqueca pelo meio.

 

Muito stress, muito chá verde (cheio de cafeína!!!)... e mesmo quando me ia deitar a cabeça não parava... mil à hora! O mais impressionante é que naquele estado de semiconsciência pré ronco, vinham-me montes de ideias à cabeça, e ainda recorri ao gravador do telemóvel para que tal momento iluminado não fosse desperdiçado.

 

Mal comi, mal dormi, mal vivi... mas mesmo assim ganhei 5kg com uma pinta! Mas que malvada sorte a minha, que em situações onde toda a minha gente emagrece eu engordo... ao ponto que até depois de 5 dias de internamento no hospital, a vomitar e não só... a não comer praticamente nada senão umas belas garrafadas de soro, saí de lá com mais 5 kg do que o que entrei! E esta hein?

(E antes que venha telefonema, sim mãe... tenho tomado os comprimidos da tiróide!!! :D )

 

Mas enfim... agora que esta azáfama passou, já ando mais folgada. A vida vai voltar à normalidade... ainda com muita papelada da universidade, trabalhito do outro, e agora tenho um acréscimo para juntar ao meu ocupado dia-a-dia.

 

Eu acho que já falei aqui da minha amiga/ex-vizinha japonesa, a Hiko ^^ pois... a menina tem casamento marcado para final de Maio, e quem é que é a maid of honour? Pois :D Eu não entendo nada de casamentos... mas aqui 3 meses para planear um casamento é obra! É considerado casamento relâmpago... esta gente demora cerca de 6 meses, 1 ano a planear o evento! (Que horror!!!!)

 

Aqui a maid of honour tem uma data de trabalho... e como ela não tem a mãe cá, temos que ser nós as duas a mexer o rabinho. O noivo bem tenta ajudar... mas se nós não entendemos nada de casamentos, então ele ainda menos! A família dele podia ajudar um pouco mais... mas eu compreendo a noiva, e deixar a sogra meter o nariz nem sempre é boa coisa. Para acrescentar à festa ela como boa japonesa que é, não quer ofender ninguém nem se impor... então para não se ver obrigada a dizer sim, quando no fundo quer dizer não, é a mim que ela leva para todo o lado. Porque segundo ela, eu não sou fácil de ofender e ela está confortável, pode dizer-me tudo o que quiser e perguntar-me coisas estúpidas! Isto a amizade à moda ocidental é uma coisa linda! Admito que fiquei toda babada e lamechas quando ela me pediu ajuda :) 

 

Já descobri para o que me serviram estes anos que estou a trabalhar em catering... pois posso não entender nada de casamento no que toca a tradições, burocracias e coisas dessas. Mas no que toca a comes, e copos-de-água e outras coisas no que toca a decorações de mesas, eventos, etc...! UIII! Tornou-me uma wedding planner profissional. Pelo menos a Hiko e a Maria dizem que sim... e de facto até estou a gostar de andar à casa de orçamentos e coisas do género. Quem sabe... ainda faço disto plano D caso o desemprego bate à porta? LOL XD

 

Deixo-vos aqui duas fotos do dia em que escolhemos o vestido dela (o meu tenho que começar a tal dieta antes de ir experimentar qualquer trapo que seja!)

 

 

 

Só este véuzito custava £65 OUCH!!!

 

Fotos do vestido só para final de Maio :D

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28