Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A trabalheira que é o Natal

Quarta-feira, 23.12.09

Está decidido... o Natal é uma trabalheira. Ou é isso ou este ano não estou mesmo com espírito Natalício nenhum... e o pouco que tinha ficou no chão do aeroporto onde acampei por mais horas do que aquelas que queria.

 

Irra que desta vez foi difícil chegar a Portugal... e por momentos vi a minha a andar para trás e já estava a ver que não comia bacalhau pelo Natal. Felizmente, após muito stress, uma vontade brutal de dar uma joelhada nos tomates do Stelios, consegui arranjar uma solução e cá estou eu na terrinha.

 

Não vou relatar todas as peripécias que me aconteceram pois agora que cá estou, já deixei de ver vermelho e estou mais calma, mas faço um apanhado. Já agora, peço desculpa a quem me segue no facebook ou no twitter pela quantidade de updates que fiz na altura.

 

Enfim... 

 

A noite até não começou mal, era uma da manhã e o Sebastian e a Wen estavam à minha porta para me dar boleia. O Sebastian (que é cunhado da Wen) ía-nos levar até ao aeroporto, por coincidência o meu check-in era às 4 da manhã em Gatwick, e o da Wen era às 5 em Heathrow. Como passaram o dia a avisar que ia cair um nevão à noite, decidimos abalar com tempo nas calmas... e ainda bem que o fizemos.

 

Em menos de uma hora de viagem, começa a nevar de levinho... bonito, né? Pois, ao fim de 10 minutos a nevinha virou blizzard... que nem os camiões de sal/grit davam conta do recado. 

 

 

 

 

 

O Sebas coitado ia 'cagando tijolos' mas chegou-se bem e a tempo.

 

 

 

 

 

Comparado com o Canadá, esta nevezita não é nada... mas para estes lados da Inglaterra, esta malta entra em pânico. Como a quantidade esperada de neve por ano não justifica as autoridades locais abastecerem-se com sal ou o tal grit manhoso, só as auto-estradas (e mesmo assim só uma faixa ou duas) é que têm direito a serem borrifadas... e depois é o que se vê nas notícias.

 

Lá cheguei ao aeroporto, fiz o check-in num instante, pois muita gente provavelmente ficou presa na estrada e a fila estava pequena. 

Assim que passei para o lado de lá, após revistarem-me e as coisas do costume, deu logo para ver que ia ser um dia longo... quatro voos já tinham sido cancelados e aquela pista estava demasiado branca para o meu gosto.

 

 

E a neve não parava de cair, e o vento também não acalmava.

 

Eram 4:30 e lá marchou um bacon roll e um cappuccino.

 

 

Como ainda não tinha dormido nada e depois de comer é normal dar-me soninho. Espojei-me na alcatifa, mesmo em frente a um dos monitores de informações. A gate só abria às 5:55, por isso lá fechei os olhitos....

Era 6:15, a gate passou só a abrir às 7:20... 

Era 7:20, e lá fora estava assim... entretanto mais voos estavam a ser cancelados.

 

 

Nada promissor... depois das 7:20, o painel deixou de dizer horas e para esperar...

Faltavam poucos minutos para as oito e todos os voos da easyjet previstos para antes das 11 horas cancelados... uma rajada de 23 voos, para UMA pessoa no balcão de informações.

 

E o stress começou... e a zona foi reforçada com seguranças, e acredito que uma das razões foi pela crew que ia para o Funchal lol. 

Eu por uma certa altura até tive pena do homem da easyjet, pois não era culpa dele estar ali sozinho e não dar despacho a ninguém. A culpa foi da companhia que prefere pagar reembolsos a gastar mais dinheiro por um novo slot.

 

O que mais irritou ainda foi que para tentar arranjar lugar no voo seguinte, teve que ser tudo pela internet... nem número de telefone, nem balcão de atendimento... nada.

 

Lá liguei à Maria para me socorrer... e foi impressionante, todos os voos de Gatwick para Faro ficaram cheios em coisa de 10 minutos. Era a Maria a reservar o voo, e a página a actualizar a dizer que já não havia voos disponíveis. Após 5 companhias aéreas diferentes, a esperança estava a morrer... e Portugal parecia cada vez mais longe. A solução seria esperar até dia 23... mas eu não me conformei! Lá fiz a Maria dar ao dedo novamente até que apareceu um voo de Stansted pela Ryanair para as sete da manhã do dia a seguir, só com 15 lugares vagos e um preço exorbitante. Por esta altura estava por tudo, e assim que este apareceu foi reservar imediatamente! 

 

A Maria salvou-me o coiro... e senão fosse ela ter servido de PA eu estava bem lixadinha.

 

O maior obstáculo foi ultrapassado... agora só era preciso arranjar maneira de ir para Stansted. Arranjei um bilhete de autocarro e após uma espera de uma hora ao frio à neve (sim, porque o autocarro abalava assim que enchesse... e a quantidade de pessoas naquela fila enchia pelo menos uns cinco expressos da Renex!!!), lá consegui um lugar no autocarro.

 

 

 

 

 

(Heathrow)

 

 

 

A trajectória foi: Gatwick, Heathrow Terminal 5, Heathrow Central, Stansted. A viagem só demorou 4 horas....

 

Cheguei a Stansted, com planos de acampar algures no aeroporto... pois, mas bancos que é deles? Até mal havia lugar no chão para espojar-me... mesmo assim ainda resisti algum tempo, mas a dor de cabeça que tinha começou a chatear-me seriamente, e os meus pés gelados e o rabiosque criogenizado mandavam mensagens à minha mente...

 

...vai procurar um quarto num B&B

 

...vai procurar um quarto num B&B

...VAI PROCURAR UM QUARTO PORRA!!!
 
E prontos, lá fui eu ver o que se arranjava... e HOLY SHIT.
Esquece o B&B... tudo estava cheio, os hoteis mais baratos estavam sem quartos disponiveis, e o mais barato era o Hilton >_>
Digamos que foi bastante doloroso entregar o cartão para pagar £80 por uma noite, e que estava a rezando para que ainda tivesse dinheiro na conta. O alívio quando o recibo sai da maquineta... ui, sensação boa. 
 
Só depois é que me apercebi que não comia há cerca de 12 horas... e que não dormia nada de jeito há 31 horas (sim, que as sestas no aeroporto aquilo é olho no burro, no cigano e na mala!!!)
O pensamento de estar a uma viagem de shuttle até uma cama a sério deu-me forças para ir ao Burger King e compar um Whopper para levar para o quarto.
 
Demorei 24 anos para ficar hospedada num Hilton... sou uma priveligiada! Mas para ser sincera eu contentava-me com um divã por cima de um restaurante indiano.
E por mais limpinho que o quarto estivesse... por aquele preço estava à espera de algo muito mais luxuoso, lol.
 
 
 
 
Hmmm, nada como água del cano!
 
 
A vista do quarto:
 
 
As minhas companheiras de viagem desde 2003:
 
 

 

Hmmm... chuveirada, caminha lavada e:

 

 

PAPAROCA!

 

Falando em paparoca, apresento aqui a baguette mais cara que me entrou na boca...

 

 
Dava para ter comido um belo bife estivesse eu noutra tasca.
 
Depois do jantar, dormi... ou tentei, pois de 10 em 10 minutos acordava. O que foi estúpido pois estava cansada, mas a minha cabeça não parava e eu estava preocupada. 
 
As horas demoraram a passar... mas eram quatro da manhã e já estava com as malas prontas para voltar para a guerra. No entranto, aproveitei e tomei o pequeno-almoço cortesia do hotel.
 
 
Um café com leite, e um biscoitinho... nem pensar que ia pagar £14 pelo pequeno-almoço.
 
Foi a primeira vez que vi um tabuleiro com cafeteira... não está mal pensado.
 
 
Só fazia figas para este voo não ser cancelado... porque o tempo parecia estar na mesma.
 
 
Uma árvore de Natal toda pipi, mas que não ficou nada de jeito na foto.
 
 
Quando cheguei ao aeroporto, era o caos no check-in... saliento que aquilo era praticamente fila única... >_>
 
 
Conheci a Sara de Tavira, que tal como eu está para lá desterrada, e fizemos companhia uma à outra durante esta espera infinita e durante o voo.
 
O avião levantou bastante atrasado mas não houve crise... tudo menos ser cancelado!!!
 
E foi assim... ao fim de 36 horas cheguei, estafada... mas de boa saúde!
 
E ainda bem que não comprei prendas para o Natal para ninguém (não tive tempo... mas pode ter sido um sinal (?))... pois nessas 36 horas queimei quase um ordenado!!!
 
 
Caso não poste aqui mais nada é favor passarem um Bom Natal!
 
 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ah Gato dum cabrão!

Quarta-feira, 16.12.09

Ora vejam-me esta notícia...

 

"Stowaway tomcat turns up 500 miles away in Spain after hitching a ride on cross-Channel ferry" (cliquem no título para ler o artigo completo)

 

Chamem-lhe parvo... com este frio quem é que não quer dar de frosques para Espanha?

Achei piada à notícia, e eis uma das razões porque é boa ideia chipparem os bichos!

 

Entretanto já nevou mas foi coisa de pouca dura que derreteu.

 

E deve faltar pouco para me tornar na rena Rodolfo... e não, não é do vinho tinto. É uma horrorosa borbulha!

 

 

Logo agora que mais dois dias estou em casa... 

I'm not a happy bunny!!!!

 

 

Mas pensando bem... talvez mude a música de sempre... com sorte vou passar os primeiros dias a ouvir:

"Ahh... mas que borbulha magana" em vez do habitual "Xiii, estás tão gorda!"

 

Mal posso esperar por 6ª feira! Estou com TANTAS saudades!!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

Frio pra...

Domingo, 13.12.09

Isto tem estado um pouco para o morto... mas a uni e o trabalho chupam-me o tempo todo e não há tempo para nada.

Ainda não montei a árvore de Natal nem pus luzinhas pipis em casa... mas também daqui a meia dúzia de dias, se correr tudo bem, estarei aí... a gozar o solinho. Não tive tempo para compras de Natal, e muito sinceramente nem sei se vou ter tempo antes de chegar aí. O que me está a me preocupar... pois de momento tenho mais libras que euros, e no way que vou desperdiçar libras em euros que o câmbio está uma autêntica bosta!

 

Enfim, isto não há muito para contar à excepção que se calhar vou ter um white pre-xmas :) O que é bem provável porque miraculosamente não chove há uns quantos dias e está frriiioooo. 

 

 

O carro já tem gelinho de manhã, o que é uma chatice e desperdiça-se uma data de tempo a 'arranhar' o vidro. 

E o frio e vento que apanhei ontem à noite quando saí do trabalho deixou-me os lábios num lindo estado com uma racha no meio que arde que se farta... 

 

Não é a mesma coisa que -36ºC no Canadá... mas não deixa de estar um briol do caraças!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Videl às 19:21

LDN IV

Sexta-feira, 04.12.09

Tomamos o pequeno-almoço no B&B, mochila à costas, check-out e tube come ela!

 

O destino: Camden.

 

Já tinha ido lá com a Zu, mas só desta vez é que deu para vasculhar a coisa como deve de ser... barracas atrás de barracas, lojas atrás de lojas, que não fazia ideia da sua existência. É um autêntico labirinto, muita variedade sem dúvida, lojas únicas no mundo, mas a maioria com muito do mesmo. 

 

Como a Maria nunca tinha lá ido, achamos boa ideia dar lá um pulinho. Chegamos bem cedo, os feirantes ainda estavam a descarregar as carrinhas e as lojas ainda estavam fechadas, mas não houve problema que fomos até ao Starbucks para aquecer. Estava frio, e o sol bem tentava dar ares de sua graça... mas a malvada da chuva venceu mais uma vez, e em menos de nada começou a chuver... non-stop.

 

E aqui vão as fotos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em menos de nada, as ruas encheram de gente.

 

 

 

Camden Lock

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma barraquinha de Takoyaki!!!

 

 

Nunca vi tanta variedade de donuts na mesma barraca!

 

 

Tempo horroroso.

 

 

 

Os antigos estábulos, que virou mercado. 

 

 

 

Cyberdog... uma loja do espaço! Paragem obrigatória!

 

 

Almoçamos, e fomos até Hyde Park que tinhamos lido no jornal que havia para lá qualquer coisa.

 

Winter Wonderland!!!

 

Logo à entrada deparamo-nos com isto:

 

 

A Maria adorou! Eu cá gramei a boca sincronizada.

 

E isto este ano foi o meu equivalente da Feira Franca lá em Lagos:

 

 

 

 

O ringue de gelo alagado por causa da chuva.

 

 

 

Achei a ideia genial... um HUMAN SNOW GLOBE!!! Epá, lindo.

 

 

 

 

Não, não é o London Eye.

 

 

 

Uma drop-tower estupidamente alta.

 

 

 

 

 

Depois de sermos invadidas pelo cheiro a cachorros e a mould wine, como estavamos perto do Marble Arch, lá fomos nós. Ainda estavam lá umas coroas de papoilas o 'Remembrance Day' (ou Dia do Armistício) tinha sido há uma semana e piques.

 

 

 

A papoila é simbólica porque é comum flurescer nos ex-campos de guerra, e a cor vermelha representa o sangue derramado. As papoilas só crescem quando as suas sementes e o solo são perturbados (por exemplo, escavar buracos, corpos em decomposição, etc.) até lá, estão 'dormentes' e sem mudanças na terra não germinam.

 

E aqui está o arco!

 

 

Lá demos mais umas passadas e fomos ver se a rainha estava em casa.

 

 

Adoro parques!!!

 

 

Bem... a bandeira lá estava bem alta mas era só a Union Jack, a bandeira real não estava lá por isso a rainha estava no laréu.

 

 

 

Os guardas... mas não os com bearskins na tola.

 

 

 

 

 

Embora fosse ainda cedo... já estava a ficar escuro. Ainda tinhamos um comboio para apanhar... Tube ca gente, e em cerca de meia hora já estavamos no comboio em Waterloo prontas a voltar cá p'ra baixo.

 

Como as criancinhas aborrecem-se quando não têm nada para fazer... passamos a viagem a fazer corninhos uma à outra com o gorro....

 

 

 

 

 

 

Passou num instante. Em menos de nada estavamos em Salisbury, na casa do Shane para ir buscar o carro e conduzir até Bournemouth. Mas como estavamos com fome, achamos boa ideia encomendar uma pizza... mas como telefonar dá muito trabalho, mandámos vir a pizza pela net.

 

 

 

 

Potato wedges para entrada e ainda tivemos direito a um tubo de gelado à borla.

 

 

 

A Pizza estava podre de boa, não sobrou nem uma migalha.

 

Depois do pandulo cheio, lá fomos no popó até casa.

 

E foi assim o primeiro fim-de-semana em Londres com a Maria... e embora o tempo tenha estado merdoso, passamos um belo bocado e ficamos com vontade de repetir a coisa em breve. Até lá, trabalho, uni e outras coisas aborrecidas... 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031